FILDA

O meio do ano empresarial em Angola é marcado pela FILDA – a Feira Industrial. Para nós, na agência, há o “a.F” e o “d.F” – antes e depois da FILDA. Visitei-a na sexta feira, para saber que coisa rara é essa que tanto trabalho e preocupaíões me deu nas últimas semanas. Citando Shakespeare, “much ado about nothing” – ou em termos bem portugueses, “muita parra para pouca uva”.

Os expositores espalham-se por meia dúzia de pavilhões não muito bem conservados. Grandes petrolí­feras ombreiam com vendedores de extintores de incêndio; instituiíões financeiras disputam as ateníões com fabricantes de vestidos de noiva; operadores de telecomunicaíões estão lado a lado com os seus agentes; tudo sem que se perceba muito bem o critério de organizaíão do espaío.

Este ano, ao que me disseram, houve algumas novidades: bilhetes mais caros e com cartão electrónico para controlo das entradas; uma rede de televisores de plasma espalhados pela feira, passando informaíões sobre a mesma e os seus patrocinadores; menos público particular (aquele que só vai í  cata dos brindes) e mais profissionais (os que vão í  cata de oportunidades de negócio).

Portugal esteve bem representado, com um grande stand e muitas actividades, fazendo honra í  sua condiíão de maior investidor estrangeiro em Angola (descontando as petrolí­feras). Outro destaques vão para o Brasil, para a Movicel e Unitel, para a Sonangol e para a Galp. E muito pouco mais. A agência esteve presente com um pequeno standezinho, mas com a satisfaíão de ser a única do ramo.

Não queria terminar sem alguns prémios especiais: o stand mais xunga – um que estava decorado integralmente com fotocópias (não me recordo do expositor); o mais estranho – o do turismo da ífrica do Sul, que consistia em sete ou oito mesas com toalhas verdes, onde eram servidos comes e bebes, sem mais nada; e o mais despercebido – o do BPC, o maior banco angolano, patrocinador oficial da feira, e que tinha um pequeno stand onde se poderia jogar o jogo do “descobre quem eu sou”.

Estes artigos talvez lhe interessem

Um comentário

Deixe a sua opinião ou comentário: