Frigorí­fico

Enquanto estive fora fizeram algumas obras no apartamento: umas pinturas nas paredes, revisão dos ares condicionados e do gerador, limpeza do tanque da água e instalação de um exaustor e de uma máquina de lavar roupa novas. Ficou tudo impecável, e o apartamento está muito melhor agora. Só falta mesmo a Lu dar-lhe uns toques na decoração, com aquele jeitinho que ela tem.

Tive, no entanto, uma surpresa desagradável. Antes de ir para Portugal, armado em egoísta, resolvi fechar o frigorífico à  chave, não fossem os pintores acabar-me com o stock das bebidas. E como o egoísmo é muito feio, recebi o castigo merecido: esqueci-me da chave em Portugal e tive de passar a primeira noite cheio de sede, pois nem sequer tinha fósforos para ferver a água da torneira. Bem feita, bem feita, bem feita…

Estes artigos talvez lhe interessem

Deixe a sua opinião ou comentário:

%d bloggers like this: