A Aventura do Poseidon

O Lusomundo Premium passou ontem, depois do jogo Portugal x Franía, um filme muito a propósito: “A Aventura do Poseidon”.

Nesse épico dos anos 70 um pequeno grupo de pessoas, corajosas e lutadoras, chefiadas por um sacerdote com mau feitio mas bom coraíão, tentam sobreviver dentro de um barco virado por uma onda gigante.

Chamemos a essa onda Thierry Henry e a metáfora está feita.

Não há muito mais a dizer. O jogo foi bem melhor que o filme, mas o resultado foi o mesmo. O tsunami passou, deixou os seus estragos devastadores e depois desapareceu. Os sobreviventes bem se esforíaram, não entregaram as luvas, mas era tarde demais. O melhor que podiam conseguir era chegar ao fim com a dignidade intacta. Isso, felizmente, conseguiram muito bem, ganhando o respeito do mundo inteiro.

Portugal está orgulhoso dos seus heróis. Um dia, se Deus quiser, hão-de levar o barco a bom porto.

Deixe a sua opinião ou comentário: