Estreia da treta

O "Filme da Treta" estreou no último fim de semana. Segundo fonte da distribuidora LNK, citada pelo Público de hoje, foi a melhor estreia de sempre de um filme português, com mais de 50.000 espectadores nos primeiros dias. filmedatreta.jpg São boas notícias para o cinema português de vocação mais comercial (e se há cinema "independente" em Portugal, é esse…). Depois do sucesso do "Crime do Padre Amaro", que não vi nas salas mas vou ver agora em DVD, parece que o grande público se está a reconciliar pouco a pouco com o cinema nacional de entretenimento. Quando ainda estava em Angola tive o prazer de ler o guião e rir com as aventuras absurdas e os diálogos delirantes do Tony e do Zezé. Aqui chegado, colaborei na criação e montagem de um novo trailer de cinema para o filme, a pedido dos produtores, o Leonel Vieira e o Pedro Camacho. Já vi o filme duas vezes, na ante-estreia pública no Optimus Open Air, e na ante-estreia oficial, no cinema S. Jorge, e apesar de lhe reconhecer algumas fragilidades, percebo o que é que está a atrair o público. É uma coisa muito simples: o "Filme da Treta" é uma comédia portuguesa contemporânea que, espantem-se, consegue ter graça. É simples mas não é fácil. Aos dois produtores, e a toda a equipa, com especial destaque para os guionistas Filipe Homem Fonseca e Eduardo Madeira, o realizador José Sacramento, os fabulosos actores de comédia que são José Pedro Gomes e António Feio, e a minha madrinha Patrícia Vasconcelos (responsável pelo casting), um abraço de parabéns. E votos de que o boca-a-boca funcione e faça deste filme um sucesso que não seja "da treta".

Deixe a sua opinião ou comentário: