Os 300

Achei engraçado escrever um artigo sobre o facto de ter chegado aos 300 artigos, sendo que só chego aos 300 porque resolvi escrever sobre esse facto. Há aqui um certo paradoxo que me faz lembrar o lado "duchampiano" de muitos aspectos da vida contemporânea: as notícias que só o são por o serem, os famosos que são famosos por ser famosos, a arte que é arte porque é arte…

Estes artigos talvez lhe interessem

A sua opinião é importante. Deixe-a aqui:

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: