≡ Menu
Scrivener
scrivener.jpg

Descobri um novo programa que parece ser a resposta às minhas necessidades de escrita. Por hábito e feitio tenho muita dificuldade em começar um guião se não tiver um tratamento e um outline muito completo de toda a história. Scrivener é, essencialmente, uma transposição para o computador dos tradicionais cartões pregados num quadro, como os que eu utilizei para planear os meus primeiros guiões.

scrivener.jpg

Com uma grande vantagem – além dos ditos cartões, que se podem escrever, mudar, reorganizar e apagar à vontade, o programa tem ainda um modo de outline e um modo de escrita (incluindo escrita de guião, embora algo limitado). Podemos mudar de um destes modos para qualquer dos outros, a qualquer momento, e as alterações e modificações que fizermos num são imediatamente reflectidos no outro. Há outros programas com este objectivo mas, ou são muito caros e antiquados, ou não têm exactamente as características de que eu preciso.

Scrivener tem uma coisa que eu procurava há muito tempo e ainda não tinha encontrado: cada cartão pode ter um título e uma sinopse, além do texto propriamente dito. Ou seja, podemos criar todo o outline de um guião, anotando a sinopse de cada cena ou sequência num cartão, e depois começar a escrever o guião tendo sempre essas sinopses como referência.

Como é óbvio, além do formato próprio do programa, os documentos também podem ser exportados em formatos como .txt, .rtf e .html.

Além disso, Scrivener pode servir de bloco de notas para guardar textos, imagens, vídeos, .pdf’s, links, etc. de materiais de referência para a história que estamos a escrever, sem ter necessidade de usar outro programa.

Por último, tem um modo full screen que me parece muito mais útil do que a de qualquer outro programa que eu tenha visto, muito inspirada no modo full screen do iPhoto 7. Baixei uma versão trial que vou usar nos próximos 30 dias, para desenvolver o guião da minha próxima longa-metragem. Se ao fim desse período de experiência continuar tão encantado como estou agora, não me vai ser difícil largar os 30 e tal USD que Scrivener custa.

Update: Larguei-os e já os recuperei em trabalho feito no programa, que volto a recomendar.

Acerca do autor: João Nunes é um autor, guionista e publicitário que divide o seu tempo entre Angola, Brasil e Portugal. Conta com mais de 3000 páginas de guiões produzidas sob a forma de longas metragens, telefilmes, e dezenas de episódios de séries de televisão.

Artigo Seguinte:

Artigo Anterior:

1 comentário… add one

Partilhe aqui as suas ideias e experiência