“Julgamento” estreia dia 11

Vai estrear já na próxima quinta-feira, dia 11 de Outubro, o filme "Julgamento", realizado pelo Leonel Vieira com guião meu e de Vicente Alves do Ó, escrito a partir de uma ideia original de Izaías Almada.

É uma estória de emoções fortes, sobre o peso que o passado tem no presente de um grupo de pessoas. Um encontro fortuito com uma sombra vinda desse passado vai desencadear uma série de acontecimentos, que transformará irreversivelmente a vida de todos os protagonistas.

Julgamento

Alexandra Lencastre e Júlio César são os protagonistas de "Julgamento"

O trailer pode ser visto aqui, e a notícia da conferência de imprensa de apresentação do filme está disponível aqui.

"Julgamento" é o meu guião favorito, apesar de ter sido escrito num prazo muito curto. Estive nas filmagens em Junho e fiquei impressionado com o que vi.

Pela temática que aborda – as feridas que a ditadura salazarista deixou na nossa sociedade – não me parece que seja filme para fazer uma bilheteira sensacional; mas acho que merecerá a atenção de todos quantos quiserem ver uma estória bem contada (modéstia à parte…), bem filmada e bem interpretada.

Estes artigos talvez lhe interessem

3 comentários

  • Jorge Oliveira 06/10/2007   Deixe uma resposta a →

    Olá Jota!

    Como consegues fazer um guião em co-autoria? Penso que já no filme “A Selva” o guião foi feito com outro autor?

  • berni ferreira 08/10/2007   Deixe uma resposta a →

    Mais uma vez, a imprensa não menciona sequer o guionista. Falam da estória e da sua concretização como se esta tivesse brotado muy espontaneamente da base de uma árvore, da mesma forma que um cogumelo.

    Parabéns por mais um guião produzido, de qualquer forma.

    Sem querer ser indiscreto: vai estar envolvido nalgum dos projectos que o Leonel Vieira tem na cartola, ou é segredo?

    Abraço

  • João Nunes 09/10/2007   Deixe uma resposta a →

    Jorge
    a situação de co-autoria em ambos os casos foi muito diferente: no caso da escrita de “A Selva”, trabalhei numa versão do guião juntamente com o autor das primeiras versões, o Isaías Almada, e depois escrevi a versão final sozinho. No caso do “Julgamento” o processo foi mais complexo e irei escrever em breve um artigo sobre isso.

    Berni
    é segredo.

Deixe a sua opinião ou comentário: