≡ Menu

Que software usar para escrever um guião?

Um guião pode escrever-​​se com um sim­ples lápis e papel. É assim que o Quen­tin Taran­tino escreve as pri­mei­ras ver­sões dos guiões dele e se o sis­tema é bom para ele é bom para qual­quer um. Mas há softwa­res que podem aju­dar nessa tarefa, sim­pli­fi­cando a vida do gui­o­nista. E escre­ver uma boa his­tó­ria (ou até uma má his­tó­ria) já é só por si tão com­pli­cado que qual­quer ajuda é sem­pre bem vinda.

Em todos os guiões que escrevi até agora usei o Word ou o Final Draft. O pri­meiro, por­que é uti­li­zado pela maior parte dos argu­men­tis­tas por­tu­gue­ses, e pela tota­li­dade das pro­du­to­ras que conheço. Qual­quer guião, seja escrito em que pro­grama for, terá ine­vi­ta­vel­mente de ser trans­for­mado no for­mato do Word, mais tarde ou mais cedo. O que é uma pena, por­que perdem-​​se assim mui­tas das van­ta­gens que o outro pro­grama, o Final Draft, oferece.

Este é um pro­grama espe­ci­a­li­zado na escrita de guiões, com uma quan­ti­dade de fun­ções e tru­ques adap­ta­dos à tarefa desde a for­ma­ta­ção auto­má­tica até à assis­tên­cia na intro­du­ção dos nomes dos per­so­na­gens, dos cabe­ça­lhos, etc. A escrita é muito fluida e rápida, depois de apren­der a usar a tecla de pará­grafo e a de tabe­la­ção para sal­tar de uns ele­men­tos para os outros. Tem um mode de outline básico mas fun­ci­o­nal e mais meia dúzia de par­ti­cu­la­ri­da­des des­ti­na­das a simplificar-​​nos o tra­ba­lho. Tem tam­bém uma enorma quan­ti­dade de fun­ções des­ti­na­das à fase de pro­du­ção – nume­ra­ção, pági­nas A e B, indi­ca­ção de alte­ra­ções, etc. É a pos­si­bi­li­dade de usar estas fun­ções que se perde quando temos de con­ver­ter os fichei­ros para Word por­que, infe­liz­mente, o pro­cesso de con­ver­são é tra­ba­lhoso. Mui­tos carac­te­res acen­tu­a­dos e outros sím­bo­los (cês cedi­lha­dos, etc) ficam bara­lha­dos com a mudança para o for­mato do Word, o que implica uma lim­peza com­pleta do guião. Isso torna com­ple­ta­mente impra­ti­cá­vel andar a sal­tar do FD para o Word e vice-​​versa. Quando se con­verte, é para sem­pre, e é uma pena.

Não que o FD seja per­feito – longe disso. Além desse pro­blema de con­ver­são, tem mais meia dúzia de carac­te­rís­ti­cas irri­tan­tes, e é extre­ma­mente sub­de­sen­vol­vido na fase de pla­ne­a­mento do guião. O outline, como referi, é básico, e tem um modo de car­tões que não serve pra­ti­ca­mente para nada. Além disso, quando saiu a nova ver­são, a 7, vinha tão cheia de bugs que era quase inu­ti­li­zá­vel. Hoje isso já pas­sou, mas deixou-​​me uma má von­tade ter­rí­vel con­tra o programa.

Alter­na­ti­vas? Conheço três que valha a pena men­ci­o­nar: Movi­e­Ma­gic Scre­en­wri­ter, Mon­tage e CeltX. O pri­meiro é o grande con­cor­rente do FD, mas nunca tive a opor­tu­ni­dade de o expe­ri­men­tar. Anun­ciam para este Verão uma nova ver­são, nativa para Mac, que está a gerar muita expec­ta­tiva. Já está em fase de tes­tes beta mas os tes­ta­do­res assi­na­ram acor­dos de con­fi­den­ci­a­li­dade e não se sabe quase nada das suas carac­te­rís­ti­cas. Vamos espe­rar para ver – se real­mente for boa e tive­rem algum pro­grama de cross-​​upgrade pode ser que deixe o FD de vez.

O Mon­tage é um pro­grama que me desi­lu­diu imenso. Par­ti­ci­pei na fase de tes­tes beta, mas nunca esteve à altura das expec­ta­ti­vas. É o mais Mac de todos os pro­gra­mas, com algu­mas ideias muito boas na sua con­cep­ção, mas é tão cheio de erros, bugs, falhas, tudo, que nunca tive cora­gem de escre­ver mais do que uma página seguida com ele. E a con­ver­são para outros for­ma­tos tam­bém não é o seu forte. Pode ser que tenha melho­rado recen­te­mente, mas eu desisti dele até uma pró­xima ver­são 2 (e tal, por­que a 2.0 deve ser uma nova caixa de bugs…).

Dei­xei o melhor para o fim. O CeltX é um pro­grama grá­tis, mul­ti­pla­ta­for­mas (Mac, Win­dows e Unix) com uma série de fun­ções muito interessantes.

Na fase de escrita tem todas as van­ta­gens do Final Draft, e o módulo de outline é muito mais capaz. Além disso tem a pos­si­bi­li­dade de fun­ci­o­nar como bloco de notas para a pes­quisa, orga­ni­zando a infor­ma­ção de que pre­ci­sar­mos. Tem tam­bém módu­los para aju­dar a des­cre­ver os per­so­na­gens, pla­ni­fi­car as cenas, etc. As fun­ções de pro­du­ção não me pare­cem muito úteis, mas a expor­ta­ção para Word (atra­vés de html) é ima­cu­lada, con­ser­vando os esti­los e tudo. O inter­face não é muito intui­tivo, e foge um pouco aos padrões Mac que eu tanto apre­cio, mas depois da pes­soa se habi­tuar fun­ci­ona bem. Estou seri­a­mente ten­tando a escre­ver o meu pró­ximo guião (em que estou a tra­ba­lhar neste momento) usando o CeltX, e recomendo-​​o viva­mente a quem até agora tem escrito os guiões no Word. Para saber mais sobre ele, con­sul­tem a wiki do CeltX.

No mundo des­co­nhe­cido dos Pc’s há outras alter­na­ti­vas, da qual se des­taca o Sopho­cles. Se já expe­ri­men­tou pro­gra­mas de escrita de guião nessa pla­ta­forma deixe as suas suges­tões e crí­ti­cas nos comen­ta­rios deste artigo.

Acerca do autor: João Nunes é um autor, guionista e publicitário que divide o seu tempo entre Angola, Brasil e Portugal. Conta com mais de 3000 páginas de guiões produzidas sob a forma de longas metragens, telefilmes, e dezenas de episódios de séries de televisão.

7 comentários… add one

  • João Tomé 30/05/2007, 23:13

    Também tenho andado a fazer tudo pelo word. Acho que vou experimentar este Celtx, obrigado pela dica!

  • Marilia Meireles 12/10/2007, 11:27

    Obrigada pela informação.Já agora perguntava: Onde adquirir o Celtx?
    Fico a aguardar.

  • Francisco 05/05/2008, 14:01

    Olá , tenho andado a escrever um guião , mas não sei se como ando a escrever está da melhor forma , desde as falas , ás didascálias ! alguém me poderia ajudar ?
    e esse programa ” Final Draft” onde o posso encontrar ?

  • Helder Lucas 28/11/2008, 10:28

    ola eu tambem escrevo no word
    mais vou experimentar outros programas

  • Bernadete 24/07/2010, 10:38

    Se você exportar o guião do Movie magic para o word 2007, fica com problemas de acentuação e dá um trabalhão consertar, mas se você exporta para o word 2003 fica perfeito. O único problema é que aumenta absurdamente o número de páginas. Dá pra você fazer o seu próprio modelo no word fazendo adapando os estilos e colocando teclas de atalho. Já escrevi assim e não sei se não volto para o meu prório modelo do word.

    • João Nunes 24/07/2010, 11:33

      Nos EUA, de onde estes programas são originários, essa questão não se põe, pois os guionistas só entregam os guiões impressos ou em formato .pdf. Nunca se faz a conversão para Word. As produtoras só precisam do guião para imprimir e distribuir; se for para editar ou rescrever, deve ser o guionista a fazê-lo, no seu programa; e se for para outro guionista editar, que se lixe – ele que escreva de novo.

  • geovete 09/11/2013, 4:37

    curti mesmo, acho que é um grande programa.

Leave a Comment

Informe-me de novos comentários por email

LIVRO GRÁTIS Um Guião em 30 Dias