≡ Menu
Sabatina: 20-09-2008
oldtv-destaque

A pedido de várias famílias a Sabatina regressa ao blogue. A desta semana é dedicada exclusivamente à televisão.

Para começar em grande, um TED:Talk em que J.J.Abrams (criador do "Lost") fala da sua "mistery box". Depois de ouvir este autor inovador, nada melhor do que espreitar o guião do episódio-piloto da sua última série, "Fringe".

Se tivermos uma ideia tão boa como o "Lost" para apresentar a uma televisão, o melhor é fazê-lo de acordo com as regras. Dois documentos da RTP são um bom ponto de partida.

Nos dossiers de apresentação de projectos é sempre necessário incluir um piloto como o que apresentámos acima. Mas para isso é preciso escrevê-lo primeiro. Por isso vale a pena ler este artigo, e ainda este, sobre um dos métodos mais populares de planificação de um guião: os cartões.

Se a vossa série for um sucesso (de público ou de crítica), podem vir a ter a sorte de ser entrevistados por Nick Hornby para a revista "The Believer", como aconteceu a David Simon, criador da sensacional série HBO "The Wire". Segundo ele, "…The Wire is a Greek tragedy in which the postmodern institutions are the Olympian forces". Se isto não for suficiente para vos aguçar o apetite, não sei o que será.

 

(imagem retirada do site http://www.happykatie.com/dailies/television/)

No caso da vossa série não ser aceite por nenhum canal tradicional, a web apresenta-se cada vez mais como uma alternativa de veiculação. Dois artigos recentes do New York Times (este e este) abordam precisamente os desafios que esta nova plataforma representa.

Evidentemente, não podia deixar de colocar tudo em perspectiva, recordando o maior filme anti-televisão de todos os tempos.

Termino com um artigo que vai acabar com o que restar ainda de tempo livre no vosso fim de semana: uma colectânea de links úteis (e inúteis) para cinéfilos.

Boas leituras.

Acerca do autor: João Nunes é um autor, guionista e publicitário que divide o seu tempo entre Angola, Brasil e Portugal. Conta com mais de 3000 páginas de guiões produzidas sob a forma de longas metragens, telefilmes, e dezenas de episódios de séries de televisão.

0 comentários… add one

Partilhe aqui as suas ideias e experiência