≡ Menu
Flashback do ano
grafico-visitantes-dez2009

gra?fico-visitantes-dez2009.jpg

O final de Dezem­bro é sem­pre um período pro­pí­cio a exer­cí­cios de refle­xão e ava­li­a­ção do ano que termina.

Estou a fazer isso para todos os aspe­tos da minha vida, pes­soal e pro­fis­si­o­nal, como base para o pla­ne­a­mento e esta­be­le­ci­mento de metas e obje­ti­vos para o ano que se avizinha.

O tra­ba­lho desen­vol­vido neste blo­gue não podia dei­xar de fazer parte desta refle­xão. Depois de rever tudo o que escrevi e fiz por aqui, che­guei a algu­mas con­clu­sões que gos­ta­ria de par­ti­lhar com os leitores:

  1. Em pri­meiro lugar, o blo­gue é um dos aspe­tos mais satis­fa­tó­rios da minha ati­vi­dade. Gosto muito de escre­ver aqui, de par­ti­lhar o pouco que sei com quem se inte­ressa por estes assun­tos, e de rece­ber as rea­ções dos lei­to­res. Curi­o­sa­mente, esta satis­fa­ção tem vindo a aumen­tar com o pas­sar dos anos, e só não dedico mais tempo ao blo­gue por­que, basi­ca­mente, tenho de tra­ba­lhar. Con­clu­são: o blo­gue está para durar.
  2. Acho que tomei a deci­são certa ao espe­ci­a­li­zar pro­gres­si­va­mente o blo­gue na escrita para cinema e tele­vi­são, dei­xando cair um pouco o lado de blo­gue pes­soal. Há uma carên­cia grande de infor­ma­ção deste tipo em lín­gua por­tu­guesa, e eu estou a supri-​​la den­tro da medida das minhas pos­si­bi­li­da­des. Em lin­gua­gem de mar­ke­teiro, “encon­trei o meu nicho”. Além disso, os lei­to­res do blo­gue que­rem prin­ci­pal­mente infor­ma­ção sobre os dois pri­mei­ros temas do cabe­ça­lho: “gui­o­nismo, cinema…”. O que eu faço nas férias é de um inte­resse muito rela­tivo, e ape­nas para um número bem mais redu­zido de pessoas.
  3. Tam­bém me parece que este ano encon­trei a forma certa para o blo­gue, em ter­mos de estru­tura e visual. O “chim­panzé escri­tor” deu-​​lhe uma iden­ti­dade mais forte, que estou agora a explo­rar. É pos­sí­vel que durante o ano de 2010 possa ainda haver peque­nas modi­fi­ca­ções e melho­ra­men­tos, mas o tema geral está defi­nido para os tem­pos mais pró­xi­mos. O último melho­ra­mento foi na página dos Arqui­vos e na página dos “Erros 404. Já agora, ambas mere­cem uma visitinha.
  4. Salvo erro, escrevi 126 arti­gos em 2009, o que dá uma média de mais de dois arti­gos por semana. Não é má média, mas pode­ria ser melhor. A maior parte des­tes arti­gos são coi­sas peque­nas, notí­cias, cita­ções, refe­rên­cias a outros arti­gos, etc. Só alguns são real­mente infor­ma­ção nova e ori­gi­nal (mais ou menos): alguns arti­gos do Curso, Per­gun­tas & Res­pos­tas, etc. Tam­bém isto pode ser melhorado.
  5. Sinto sau­da­des, e alguns lei­to­res tam­bém, das Saba­ti­nas. Eram uma ten­ta­tiva de reu­nir num único artigo links curi­o­sos, e mui­tas vezes fora de tópico, que eu publi­cava aos Sába­dos como forma de levar os lei­to­res a visi­tar o site ao fim de semana. Outras rubri­cas regu­la­res, como “O que pode­mos apren­der com…” ou “Gran­des cenas” tam­bém não foram muito explo­ra­das em 2009. São coi­sas a corrigir.
  6. Ape­sar de tudo, acho que tenho toma­dos as deci­sões cer­tas, pois o número de visi­tan­tes tem vindo sem­pre a aumen­tar, como se pode ver no grá­fico seguinte. Vou fazer o pos­sí­vel para esta sim­pá­tica curva se man­ter em 2010.

grafico-visitantes-dez2009.jpg

Depois des­tas con­si­de­ra­ções, resta-​​me esta­be­le­cer alguns obje­ti­vos para 2010:

  1. Escre­ver, em média, pelo menos um artigo por dia, por mais sim­ples que seja.
  2. Escre­ver mais arti­gos ori­gi­nais, nome­a­da­mente nas cate­go­rias “Saba­tina”, “O que pode­mos apren­der com…”, “Gran­des cenas” e “per­gun­tas & Respostas”.
  3. Ter­mi­nar o Curso, publi­cando os arti­gos que faltam.
  4. Limar as ares­tas que fal­tam nesta nova ver­são do design do site (por exem­plo, na zona dos comentários…).
  5. Imple­men­tar alguns aper­fei­ço­a­men­tos no fun­ci­o­na­mento do site, prin­ci­pal­mente para faci­li­tar os contatos
  6. Final­mente, duas ques­tões que gos­ta­ria de dei­xar em aberto, espe­rando os comen­tá­rios dos leitores:
    • valerá a pena lan­çar um fórum asso­ci­ado ao site, que per­mita aos lei­to­res mais inter­ve­ni­en­tes terem uma pala­vra a dizer nos conteúdos?
    • deve­rei pro­cu­rar um patro­ci­na­dor para o site? Ou seja, intro­du­zir alguma forma de publi­ci­dade que me ajude a pagar os cus­tos de manu­ten­ção do site (domí­nio e ser­vi­dor, principalmente…)?

Ter­mino este já longo artigo com uma lista dos meus arti­gos favo­ri­tos, ou mais inte­res­san­tes, publi­ca­dos em 2009. Se não leu alguns deles, apro­veite agora as fol­gas de fim de ano.

Boas entra­das… e boas escritas!

Artigos de 2009 – uma seleção pessoal

Acerca do autor: João Nunes é um autor, guionista e publicitário que divide o seu tempo entre Angola, Brasil e Portugal. Conta com mais de 3000 páginas de guiões produzidas sob a forma de longas metragens, telefilmes, e dezenas de episódios de séries de televisão.

6 comentários… add one

  • Fernando Guerreiro 31/12/2009, 11:44

    Olá João

    Acompanho o blog assiduamente, tem sido muito útil na recolha de material e consulta de informação para a aprendizagem que quero fazer nesta área da escrita.

    Vivo no Algarve e por aqui é difícil assistir a workshops ou outro tipo de formação nesta área, por isso, este blog caiu do céu.

    Tenho a agradecer a disponibilidade que demonstra ao alimentar o blog desta forma e não ter o tão típico medo português da partilha de informação.

    Para 2010 porque não a organização de um workshop presencial, ou até on-line? Julgo que seria bastante gratificante para todos os que seguem o blog.

    Desejo que 2010 seja pleno de criatividade e sucessos.

    Abraço
    Fernando Guerreiro

    • João Nunes 03/01/2010, 16:52

      Obrigado, Fernando.É o feedback dos leitores do blogue que me dá forças para continuar. Saber que outros apreciam o que fazemos é uma certa forma de narcisismo, eu sei, mas se for útil para alguém, tanto melho.
      Quanto à questão do workshop, quem sabe? Tenho recebido vários desafios nesse sentido, pode ser que volte à carga com a ideia.

  • berni ferreira 03/01/2010, 11:14

    Boas, João

    Em primeiro lugar, quero dizer que fico muito contente com o aumento de actividade no blogue. É sempre bom saber que vale a pena visitá-lo com uma frequência quase diária, uma vez que a probabilidade de haver qualquer coisa nova tem aumentado consideravelmente. E a visita vale sempre a pena: além de aprender quase sempre qualquer coisa útil, acabo quase sempre por me sentir mais motivado para escrever quando saio do blogue.
    Vê-lo cada vez mais entusiasmado com ele só me pode deixar extremamente satisfeito.

    Quanto às questões que deixou: acho que o fórum dava jeito, mas, por outro lado, creio que os comentários já servem mais ou menos para o fim de colocar os leitores do blogue a partilharem informação entre si e a estimularem ainda mais a actividade do blogue, em todos os sentidos. Talvez pudesse, em vez do fórum, optar por publicar artigos submetidos pelos leitores que sintam que têm qualquer contributo potencialmente útil para deixar aqui.
    Relativamente à questão do patrocinador, não sei bem quais seriam as suas implicações para os leitores, mas, em princípio, não vejo qualquer problema nisso, se isso tornar a manutenção do blogue mais fácil para si.

    Posso apenas acrescentar que, do meu ponto de vista, seria bastante interessante ver aqui mais informação relacionada com modelos de guião alternativos ao aristotélico, que não me entusiasma muito (é apenas uma opinião, claro).
    Julgo ainda que outro dos aspectos que seria útil explorar por aqui seriam as diferenças entre o guionismo português e norte-americano, de um ponto de vista muito prático: diferenças técnicas, diferenças temáticas, diferenças de produção, etc. Por outras palavras: o quê e como escrever em guião para a indústria portuguesa, em contraste com o quê e como escrever para a americana, principalmente porque sobre esta última há muita informação disponível.
    Enfim, desejos pessoais, que não sei se são partilhados por outros leitores ou não, mas que não beliscam de modo nenhum a informação e o estímulo que este blogue oferece aos seus leitores.

    E nisto, acho que já me estiquei demasiado… Ups.

    Continuação de um bom trabalho. Abraço para todos.

    • João Nunes 03/01/2010, 17:02

      Olá Bernie, obrigado pelos comentários, sempre úteis. Fico satisfeito por saber que o blogue o estimula a escrever. Em última instância essa é o seu único e definitivo propósito – incentivar a aparição de novos (e melhores) guionistas portugueses, com novas e melhores estórias.
      Quanto às suas ideias e sugestões:
      - fórum e patrocinador – anoto a sua opinião e espero outras;
      - artigos submetidos pelos leitores -a existirem, arrisco a que me coloquem numa situação delicada, no caso de não concordar ou não gostar dos artigos propostos, mas em contrapartida posso vir a alargar o nível e qualidade da informação disponível. Vou considerar essa possibilidade.
      - modelos alternativos de guião – está previsto abordá-los no decorrer do curso, mais para a frente, mas talvez encontre maneira de falar deles em artigos de passagem. Boa sugestão. De qualquer forma, recordo que o objetivo do curso é dar a introdução ao modelo mais natural de narrativa, o denominador comum. Daí o destaque à estrutura “aristotélica”.
      - finalmente, quanto aos artigos mais específicos sobre a escrita em Portugal – é também uma boa sugestão, que tentarei ter em mente durante este ano.

      • José Leite 08/01/2010, 23:42

        Ola joão,

        Que meios pode usar alguém que nunca divulgou nenhum guião para avaliar e eventualmente produzir um trabalho que ache que é bom? Agradeço desde já a disponibilidade…

  • José Leite 08/01/2010, 23:34

    Boas joão,

    Sou um recém leitor deste blogue e devo dizer que era um pouco aquilo que procurava há muito…Parabéns pela partilha do conhecimento com todos, muitas mais pessoas deveriam fazer o mesmo nas mais variadas, seria sinal de desenvolvimento aprendendo uns com os outros! Tenho algumas ideias e passo a regista-las em forma de guião apesar de ser possível que ja tenha sido um tema falado anteriormente, gostava de saber e a minha questão é: Tenho um guião para um filme que penso estar bom principalmente quanto há estória… o que faço com ele com o objectivo de que seja produzido ou pelo menos analisado seja a nível nacional ou internacional? Há algum meio que possa indicar de tentar passar o que temos em papel para algo mais??? agradecia imenso a sua resposta ou de mais alguém que me possa ajudar… obrigado

Partilhe aqui as suas ideias e experiência