Se não viu o episódio leia o guião

Passou ontem na RTP mais um episódio da série "Liberdade XXI". Precisamente o meu episódio favorito, quer na satisfação que me deu a escrever quer no resultado final.

lib13

Conjugam-se para este resultado vários aspectos: as duas histórias jurídicas foram, para mim, as melhores de todas, embora por razões completamente distintas; as histórias paralelas dos advogados sairam muito bem; o trabalho dos actores secundários foi impecável (dos principais já falei antes, e são todos bons); e a realização encontrou finalmente o equilíbrio certo, nem tradicional nem "convulsiva" demais.

Assim, é com muito gosto que divulgo aqui (em .pdf)  o guião deste episódio: Liberdade XXI – Ep. 13 (2632), para quem tiver interesse nestas coisas. Está escrito nos moldes definidos para esta série e penso que é um bom exemplo para quem queira estudar como se escreve para televisão em Portugal, neste momento. Recordo que a série tem recebido várias menções positivas, nomeadamente da Associação Portuguesa de Telespectadores.

Uma vez mais chamo a atenção para o formato em que o guião está escrito, que não deve ser tomado como referência para outros guiões, nomeadamente de cinema. A divisão em coluna da esquerda e coluna da direita é uma mania das produtoras portuguesas de televisão. Não sei se em Espanha é assim, ou donde é que veio este formato; sei que no Brasil e nos Estados Unidos usam o formato tradicional mesmo para os episódios de televisão. Mas esta incoerência não deve ser considerada como um problema. Se estiverem a escrever para cinema, usem o modelo tradicional; se um dia forem contratados para escrever para televisão, a produtora se encarregará de vos dar o modelo certo.

Estes artigos talvez lhe interessem

4 comentários

  • Tiago 23/02/2009   Deixe uma resposta a →

    Muito obrigado!

  • Jorge 26/02/2009   Deixe uma resposta a →

    Olá,

    Muito obrigado pela disponibilização do guião. Estive a tentar comparar guião e episódio e notei que havia discrepâncias, não só a nível das deixas, mas também em cenas cortadas e outras feitas de maneira um pouco diferente.

    Gostava só de saber se estas alterações tiveram o aval do guionista ou se foram feitas na montagem?

    • João Nunes 02/03/2009   Deixe uma resposta a →

      Olá Jorge,
      fico impressionado pela atenção a esses detalhes. Há, efectivamente, diferenças. Algumas surgiram na produção, por razões diversas, normalmente relacionadas com os meios disponíveis; outras foram opções de realização; e, finalmente, algumas terão surgido na fase de edição. Nesta série, por razões do esquema de produção adotado, os guionistas não tiveram voz nesse tipo de alterações posteriores à escrita dos guiões. Apesar disso tenho ficado bastante satisfeito com os resultados, principalmente a partir do momento em que a câmara se “acalmou” um pouco e deixou de distrair a atenção em relação às histórias.

  • João 03/01/2010   Deixe uma resposta a →

    Caro João,

    Em primeiro lugar gostaria de o parabenizar pelo site e pelas valiosas dicas em Guionismo. Em segundo, o meu pedido específico: estou a elaborar um piloto para sitcom o gostaria de elaborar um episódio já com o esquema utilizado pelas produtoras de TV, ou seja, o apresentado no episódio de Liberdade XXI, poderá dizer-me como poderei fazê-lo? Acho que é pelo próprio Word, mas não sei formatá-lo com os atalhos a utilizar na elaboração de um episódio deste género. Pode ajudar-me? Caso seja possível e não possa explicar aqui, peço que o faça via email.

    Obrigado pela atenção dispensada e votos de um feliz 2010!

Deixe a sua opinião ou comentário:

%d bloggers like this: