≡ Menu
Cinema espanhol - crise, que crise?
cinema espanhol imagem

Um artigo bas­tante escla­re­ce­dor sobre as dife­ren­ças entre o cinema espa­nhol e o por­tu­guês. Espa­nha tem ape­nas qua­tro vezes a popu­la­ção por­tu­guesa, mas em 2009 pro­du­ziu cerca de dez vezes mais fil­mes do que Por­tu­gal: 186 fil­mes, dos quais 120 foram de fic­ção, 60 docu­men­tá­rios e 4 de animação.

O que é que faz a dife­rença? A ade­são do público aos fil­mes naci­o­nais. A per­cen­ta­gem de bilhe­teira  de fil­mes espa­nhóis em Espa­nha foi de cerca de 15%; em Por­tu­gal, a per­cen­ta­gem dos fil­mes por­tu­gue­ses foi de 3%.

Con­clu­são a tirar: se os fil­mes por­tu­gue­ses con­se­guis­sem des­per­tar o mesmo tipo de inte­resse junto do público naci­o­nal – cinco vezes mais bilhe­tes ven­di­dos – pode­ría­mos pro­du­zir no mínimo o dobro de fil­mes por ano. Seria bom para quan­tos tra­ba­lham nesta indús­tria, mas tam­bém para os espec­ta­do­res portugueses.

De quem é a culpa? Do público não, de certeza.

Leia aqui o artigo completo →

Acerca do autor: João Nunes é um autor, guionista e publicitário que divide o seu tempo entre Angola, Brasil e Portugal. Conta com mais de 3000 páginas de guiões produzidas sob a forma de longas metragens, telefilmes, e dezenas de episódios de séries de televisão.

Artigo Seguinte:

Artigo Anterior:

0 comentários… add one

Partilhe aqui as suas ideias e experiência