≡ Menu
Tudo o que sempre quis saber sobre guionistas de televisão
showrunners imagem

Há tem­pos atrás escrevi um artigo sobre docu­men­tá­rios que des­cre­vem a pro­fis­são de gui­o­nista. Des­co­bri agora mais um trai­ler de um novo docu­men­tá­rio, desta vez sobre os sho­wrun­ners.

Sho­wrun­ners Trai­ler de Sho­wrun­ners Docu­men­tary no Vimeo.

Os sho­wrun­ners são os argumentistas/​produtores res­pon­sá­veis por pra­ti­ca­mente tudo o que, do ponto de vista cri­a­tivo, apa­rece numa série de tele­vi­são, desde os guiões até à esco­lha do elenco. Nor­mal­mente são os auto­res do con­ceito da série e do seu episódio-​​piloto, e estão asso­ci­a­dos ao desen­vol­vi­mento cri­a­tivo da série em todas as suas dimensões.

É uma fun­ção típica do sis­tema de pro­du­ção da tele­vi­são ame­ri­cana e, tanto quanto sei, uma posi­ção extre­ma­mente exi­gente, can­sa­tiva e estres­sante – mas muito bem remu­ne­rada. Na maior parte dos outros paí­ses estas fun­ções de coor­de­na­ção cri­a­tiva e pro­du­ção são divi­di­das por dife­ren­tes pro­fis­si­o­nais; na Amé­rica caem sobre os ombros do sho­wrun­ner.

Este docu­men­tá­rio – que ainda não vi – des­creve o tra­ba­lho dos sho­wrun­ners atra­vés dos depoi­men­tos de auto­res, ato­res e outros par­ti­ci­pan­tes no sis­tema. Vou ten­tar encontrá-​​lo, por­que deve ser uma exce­lente intro­du­ção à sua atividade.

Acerca do autor: João Nunes é um autor, guionista e publicitário que divide o seu tempo entre Angola, Brasil e Portugal. Conta com mais de 3000 páginas de guiões produzidas sob a forma de longas metragens, telefilmes, e dezenas de episódios de séries de televisão.

4 comentários… add one

  • paulo 10/08/2011, 17:12
    • João Nunes 15/08/2011, 19:36

      Obrigado pelo esclarecimento.

  • berni ferreira 13/08/2011, 19:29

    Quero mesmo ver isto. Além dos insights que o documentário permitiria obter sobre o sistema de ficção televisiva norte-americano, o filme parece ajudar ainda num outro ponto: parece que, nos Estados Unidos, um escritor não é equiparado àquela pequenina peça da engrenagem que deve ficar na sombra a todo o custo… E nesse capítulo, talvez fosse bom olhar para os E.U.A. com um olhar auto-crítico: é que, tanto do ponto de vista da qualidade como do da rentabilidade, parecem estar bem melhor do que nós, europeus.

    Enfim, fica aqui a “farpa”.

    Obrigado por partilhar, João!

    • João Nunes 15/08/2011, 19:44

      De nada ;-)

Partilhe aqui as suas ideias e experiência