A Origem: no mundo dos sonhos

A Origem, um dos filmes mais comentados de 2010, confirmou sua presença no Oscar com oito indicações entre elas de melhor filme e roteiro original. No ranking dos indicados, o filme empata com A rede social, também com oito.

Para o grande número de fãs que conquistou após o lançamento, seria decepcionante se Christopher Nolan e seu mundo de sonhos não estivesse na lista dos melhores. É a segunda vez que Nolan concorre como melhor roteiro original, a primeira foi com Amnésia, em 2002.

Ele teria passado dez anos escrevendo o roteiro de A Origem que traz um mundo com suas próprias regras internas, mas não dispensa grandes cenas de ação surreal, como Paris dobrando sobre si mesma. Nolan disse em entrevista que James Bond é um dos maiores personagens da ficção e que foi uma influência para A Origem.

No filme, Nolan acumulou a função de roteirista, diretor e produtor. Será que conseguiu ter o controle absoluto sobre a obra?

Além de A Origem e Amnésia, o cineasta inglês tem no currículo O Grande Truque e a saga do Homem-Morcego com dois filmes já rodados (Batman Begins e Batman: O Cavaleiro das Trevas) e a continuação programada para ser lançada em 2012.

Christopher Nolan também entra na classe dos cineastas que trabalham em família, fazendo constantes parcerias com o irmão e roteirista Jonathan Nolan.

Estes artigos talvez lhe interessem

Um comentário

Deixe a sua opinião ou comentário:

%d bloggers like this: