Óscares 2011: as nomeações para os argumentistas

Em época de prémios, Hollywood faz questão de não nos deixar esquecer os seus melhores filmes e pouco mais de uma semana depois da atribuição dos Golden Globes, a Academia anuncia os nomeados para os prémios mais cobiçados do ano. O Vencedor será anunciado na esperada cerimónia de dia 27 de Fevereiro. Por enquanto, aceitam-se apostas.

(Clique nos links para ler os respectivos guiões)

Melhor Argumento Original:

A Origem (Inception), Christopher Nolan: Um dos favoritos este ano, Nolan foi já nomeado na mesma categoria em 2002 por “Memento”.

Os Miúdos Estão Bem (The Kids Are All Right), Stuart Blumberg, Lisa Cholodenko: Já nomeado cinco vezes este ano na categoria de Argumento Original de vários prémios.

O Discurso do Rei (The King’s Speech), David Speidler: Vencedor na categoria de Melhor Argumento do British Independent Film Award.

The Fighter – Último Round (The Fighter), Paul Attanasio, Lewis Colich, Eric Johnson, Scott Silver, Paul Tamasy: Argumento nomeado também para um BAFTA e continuamente referido como um favorito entre a imprensa.

Um Ano a Mais(Another Year), Mike Leigh: É a quinta nomeação para Mike Leigh no papel de Argumentista. Conseguirá a primeira vitória?

Melhor Argumento Adaptado:

A Rede Social (The Social Network), Aaron Sorkin: Muito falado, muito premiado, levou para casa o Golden Globe, tem ainda mais duas nomeações e três prémios já conquistados nesta categoria. É claramente um dos favoritos este ano.

Toy Story 3, John Lasseter, John Lasseter, Andrew Stanton, Lee Unkrich, Michael Arndt: Repetindo a proeza do primeiro Toy Story, a sequela volta a ser nomeada para um Óscar de Argumento. Um exemplo magnífico de como um filme de animação (e em 3D) pode também ter profundidade de história.

Indomável (True Grit), Joel Coen, Ethan Coen: Nomeados este ano em três categorias diferentes, incluindo Melhor Filme, os irmãos Coen foram anteriormente vencedores com “Fargo” e “Este País Não É Para Velhos”. Repetirão a proeza este ano?

127 Horas (127 Hours), Danny Boyle, Simon Beaufoy: Estreia no papel de Argumentista do Oscarizado realizador de “Quem Quer Ser Bilionário” em colaboração com o Argumentista que também venceu a estatueta nesse ano.

Inverno da Alma (Winter’s Bone), Debra Granik, Anne Rosellini: Primeira vez nos Óscares para estas duas estreantes, na maior nomeação surpresa desta manhã.

O que acha destas escolhas? Quem gostaria de ter visto nomeado?

E quem serão os vencedores?

Estes artigos talvez lhe interessem

4 comentários

  • Bruno Afonso 25/01/2011   Deixe uma resposta a →

    Boas

    Artigo pertinente. Agradeço pelos links.

    PS: Sinto a falta de HereAfter (Outra Vida) nas escolhas dos membros da Academia.

    Abraço

  • Ruben Cordeiro 26/01/2011   Deixe uma resposta a →

    Vencedores? No caso do argumento original, encontramo-nos rodeados de pesos pesados. Julgo que a luta vai ser entre o The Fighter e o Discurso do Rei (qualquer um deles merece), mas estou mais inclinado para o The Fighter.

    No melhor argumento adaptado, o 127 Horas e a Rede Social, são claramente a cereja em cima do bolo, no entanto a minha aposta vai para o muito badalado e merecido Rede Social.

    Para grande tristeza minha A Origem vai ficar para trás na entrega de prémios, talvez ganhando apenas um dos prémios secundários.

  • Pôr os links para os argumentos foi uma óptima ideia. Vou aproveitar para ler alguns.

Deixe a sua opinião ou comentário:

%d bloggers like this: