≡ Menu

Como reescrever um filme

mãos nas teclas reescrever um filme

O site ScriptSha­dow publi­cou esta semana um artigo sobre o pro­cesso de rees­crita.

O essen­cial é muito seme­lhante ao que eu tenho escrito aqui, e pode ser lido com deta­lhe no meu eBook grá­tis sobre esse tema, mas tem dois ou três deta­lhes inte­res­san­tes que acho inte­res­sante partilhar.

Veja­mos, em resumo meu, a lis­ta­gem dos dez pas­sos que o autor do artigo, o mis­te­ri­oso Car­son Ree­ves (o “script sha­dow”), con­si­dera essen­ci­ais para rees­cre­ver um filme:

  1. Fazer uma esca­leta antes de escre­ver, por­que a orga­ni­za­ção que isto per­mite nos vai pou­par meia dúzia de reescritas.
  2. 1ª rees­crita, dedi­cada à estrutura.
  3. Rees­cri­tas 2 a 6, dedi­ca­das a resol­ver os pro­ble­mas da estó­ria. O autor des­taca a van­ta­gem de dar algum tempo de repouso ao guião antes de come­çar a rees­cre­ver, por­que esses pro­ble­mas tornam-​​se mais óbvios depois desse prazo.
  4. Ver­sões inter­mé­dias, onde se expe­ri­men­tam ideias que vão sur­gindo durante a rees­crita. Ou seja, o obje­tivo des­tas ver­sões não é tanto melho­rar o que temos, como explo­rar vias e cami­nhos alternativos.
  5. 7ª rees­crita, dedi­cada aos per­so­na­gens. Ao pro­ta­go­nista, obvi­a­mente, mas tam­bém a todos os com­ple­men­ta­res e secun­dá­rios importantes.
  6. 8ª rees­crita, dedi­cada a “olear” a estó­ria, inte­grando melhor as cenas e sequên­cias, enre­dos e sub-​​enredos, rela­ções dos per­so­na­gens, etc.
  7. 9ª rees­crita, dedi­cada aos diálogos.
  8. 10ª rees­crita, dedi­cada à orto­gra­fia, gra­má­tica e aspe­tos técnicos.

Des­taco os pon­tos 4 e 8, que nem sem­pre são con­ve­ni­en­te­mente con­si­de­ra­dos. Intro­du­zem uma pers­pe­tiva inte­res­sante, que irá con­su­mir muito tempo, é certo, mas que com cer­teza trará mui­tas melho­rias a qual­quer guião.

Reco­mendo a lei­tura do artigo com­pleto para quem esteja a come­çar a rees­cre­ver um filme, ou pense vir a fazê-​​lo no futuro – ou seja, todos os guionistas.

Acerca do autor: João Nunes é um autor, guionista e publicitário que divide o seu tempo entre Angola, Brasil e Portugal. Conta com mais de 3000 páginas de guiões produzidas sob a forma de longas metragens, telefilmes, e dezenas de episódios de séries de televisão.

2 comentários… add one

  • Rafael Poggi 31/08/2012, 9:06

    Perfeito! E dizem ainda que escrever um roteiro é fácil…

  • Infeto 06/11/2012, 10:21

    Fácil é ter a ideia cara. “Um carinha TAL, que faz TAL e no final faz PUF”. Mas destrinchar isso é um grande e fabuloso problema. Uhauahahaahah.

Leave a Comment

Informe-me de novos comentários por email

LIVRO GRÁTIS Um Guião em 30 Dias