≡ Menu
Perguntas & Respostas: como melhorar o meu enredo?
dominos imagem enredo

Desta vez resolvi fazer uma experiência e apresentar este artigo da série Perguntas & Respostas como uma apresentação do SlideShare.

Por favor deixem as vossas opiniões quanto às vantagens e desvantagens deste sistema nos comentários ao artigo. Obrigado.

Atualização: para benefício de quem não tem Flash para aceder ao SlideShare, deixo aqui a transcrição completa do texto.

O que posso fazer para melhorar o enredo da minha estória? — Graciele

Graciele, comecemos por ver qual é a minha definição de enredo.

Enredo (trama, plot) – é a sucessão natural e lógica dos eventos necessários e suficientes para contar a nossa estória, seleccionados porque causam transforma­ ções positivas e negativas no percurso dos personagens e os obrigam a fazer escolhas que definem as suas personalidades.

O enredo é uma cadeia de eventos ligados por um mecanismo de causa e efeito.

Cada evento nasce dos anteriores e dá origem aos seguintes.

Cada evento deve:

  • Ser indispensável para a estória;
  • Causar uma transformação na estória;
  • Forçar os personagens a fazer escolhas;
  • Determinar o curso dos eventos seguintes.

Além do enredo principal uma estória pode ter enredos secundários (subtramas, subplots).

Estes correm paralelos ao enredo principal e podem influenciá-lo ou ser por ele influenciados.

Os enredos secundários não devem fazer perder de vista o enredo principal.

Uma boa estória assenta em três coisas:

  • Um protagonista com um objetivo claro;
  • O que está em jogo se ele não conseguir o seu objetivo;
  • E os obstáculos ou adversários que estão a tentar impedi-lo de alcançar esse objetivo.

Os passos para desenvolver um bom enredo são, simplificando muito:

  • Definir qual é o seu protagonista;
  • Definir o que ele quer conseguir;
  • Definir porque é muito importante que ele consiga esse objetivo e o que acontecerá de grave se não conseguir;
  • Definir quais os problemas e dificuldades no seu caminho, para aumentar a dificuldade de alcançar esse objetivo;
  • E no final – um final forte e memorável – definir se ele conseguiu o seu objetivo, ou não.

Se está com dificuldade em desenvolver o enredo da sua estória é provavelmente porque algum destes aspetos não está bem definido.

Descubra onde está o problema, trabalhe para definir melhor esse aspeto, e todo o enredo fluirá de forma mais fácil e natural.

Aconselho a escrever uma escaleta (outline) antes de começar a escrever o guião.

Uma escaleta é uma lista dos eventos (nós dramáticos, cenas, sequências) do enredo, organizados na sequência em que quer que apareçam.

É mais fácil fazer experiências e explorar o enredo na escaleta do que no guião.

Podemos acrescentar cenas, eliminar outras, combiná-las, dividi-las, mudar a sua ordem, etc, com muita facilidade.

Outro truque que recomendo é fazer muitas perguntas:

Perguntas sobre os personagens, os seus passados, os seus problemas, a sua vida.

Perguntas sobre as suas relações. Sobre o mundo em que vivem.

Pode também perguntar “E se…” acerca de cada evento:

  • E se acontecer tal e tal, o que se passa?
  • E se eu mudar isto, o que acontece?
  • E se incluir este personagem?
  • E se…?

Faça listas de todos os problemas, dificuldades e obstáculos que podem surgir no caminho do seu protagonista.

E USE-OS!

Drama é conflito.

Finalmente, experimente sem medo de errar.

Neil Gaiman explica que o nome da sua protagonista “Coraline” nasceu de um erro a escrever “Caroline”.

A ideia da comédia “Dear Satan”, vendida recentemente nos EUA, nasceu de um erro de uma criança a escrever “Dear Santa”.

Os erros podem ser portas para novas descobertas maravilhosas.

Ninguém vai ver o que você escrever enquanto não estiver satisfeita com o resultado.

Aproveite essa liberdade para explorar a sua estória.

E, acima de tudo, DIVIRTA-SE!

Boas escritas, JOÃO NUNES

Pergunta: qual das versões prefere? SlideShare ou texto corrido? Deixe a resposta nos comentários, por favor.

Acerca do autor: João Nunes é um autor, guionista e publicitário que divide o seu tempo entre Angola, Brasil e Portugal. Conta com mais de 3000 páginas de guiões produzidas sob a forma de longas metragens, telefilmes, e dezenas de episódios de séries de televisão.

6 comentários… add one
  • Emilio 29/06/2012, 12:38

    Gostei mais do SlideShare, parece mais tranquilo de acompanhar o raciocínio.

    • João Nunes 29/06/2012, 19:41

      Obrigado. Agora há um empate técnico. Quem desempata?

  • Rosa 29/06/2012, 17:54

    Prefiro o texto corrido, mas o Sli­deShare também é interessante. E como sempre, ótima explicação.

    • João Nunes 29/06/2012, 19:37

      Obrigado.

  • Andre Pais 12/02/2014, 18:47

    O slideshare é bastante interessante, mas o texto corrido facilita o subir e descer para rever partes já lidas, seleccionar e copiar o texto etc.

    Aproveito para dar os parabéns pelo blogue. É fantástico!

Partilhe aqui as suas ideias e experiência