Novos guiões dos Óscares disponíveis na net.

Na continuação do artigo anterior sobre este mesmo tema, aqui fica mais uma lista de guiões que os estúdios americanos estão a disponibilizar na net com vista aos próximos Óscares. Há aqui muita coisa boa para ler (mas apenas em inglês, infelizmente…).

Entre estes guiões está o de um dos filmes mais bem escritos que vi nos últimos tempos: Gravity. Vai ser o primeiro a estudar.

Boas leituras!

Estes artigos talvez lhe interessem

7 comentários

  • Você poderia disponibilizar eles para download?
    Acabei de chegar no blog e não esta mais disponível.
    Abs.

    • Lamento, Leandro. Não consigo fazer isso por falta de tempo. Mas a partir do momento em que foram colocados não deve ser difícil encontrá-los em sites como o Internet Movie Scripts Database http://imsdb.com/ (não confundir com o imdb.com) ou o SimplyScripts.

  • Pedro Ribeiro 05/01/2014   Deixe uma resposta a →

    Olá João,

    Há algum tempo que não chateio, mas tenho estado atento como sempre aos seus artigos… Eu acabei agora uma curta-metragem, e é a primeira vez que sinto que realmente é algo acabado, depois de muitas versões e alterações. Agora na reta final tenho as seguintes questões:

    1º A sinopse que as produtoras pedem, é aquele trabalho de uma página, com 4 parágrafos como descreve num dos seus artigos, não é uma espécie de storyline em nenhum caso, pois não?

    2ª Uma sinopse de uma curta metragem tem a mesma dimensão de uma longa metragem?

    3º Logline, Storyline, o João colocou exemplos, muito concretos que tornam fácil o entendimento dos amadores… da Sinopse, explicou bem, mas sem exemplos, existe algum lugar onde possa consultar sinopses enviadas para produtores?

    4º Na sinopse coloco o fim, ou não? Ou seja, deixo alguma coisa para descobrir na leitura?

    Peço desculpa pela sucessão de perguntas, mas garanto-lhe que tenho consciência que fiquei sem crédito para os próximos tempos :)

    Obrigado e grande ano novo cheio de sucesso…

    Pedro

    • Uma sinopse, essencialmente, é uma maneira rápida do leitor perceber o essencial de uma estória. Pode ter três ou quatro parágrafos, ou um pouco mais, mas raramente deverá ter mais de uma página. Isto aplica-se a qualquer tipo de obra, curta ou longa.
      Pode revelar ou não o final, dependendo dos casos. Não há regras fixas quanto a isso, a decisão compete ao guionista – é o que achar que vai valorizar mais o trabalho.
      Talvez publique uma sinopse um dia destes, para ajudar melhor a perceber o que é.
      Boa sorte e um bom ano.

      • Pedro Ribeiro 06/01/2014  

        Obrigado mais uma vez pela resposta célere e pelo apoio que sempre nos tem dado.

      • João Nunes 07/01/2014  

        Eu é que agradeço o vosso estímulo e participação. Boa sorte com a sua curta.

Deixe a sua opinião ou comentário: