≡ Menu
Veja “Os Filhos do Rock” online e leia um guião
xavier filhos do rock destaque

Os Filhos do Rock é uma série de ficção televisiva portuguesa, que a RTP está a transmitir aos sábados. O autor e realizador é o meu amigo Pedro Varela, mas estiveram envolvidos vários guionistas na escrita dos 13 episódios. Tive o gosto de escrever o oitavo, que estreou no último fim de semana.

Os Filhos do Rock retratam, em registo de “ascensão e queda”, a história de uma banda de rock fictícia – Os Barões – durante o boom inicial do rock português, no começo dos anos 80. Foram anos muito animados para a indústria discográfica nacional; anos em que músicos como os Xutos, Rui Veloso e os GNR mostraram que era possível adaptar a língua portuguesas aos ritmos e métricas do rock.

O mais engraçado da série é que mistura músicos e bandas verdadeiras, como Jorge Palma, os UHF e os nomes acima referidos, com personagens ficcionais como os membros da banda ou o radialista Xavier (este fortemente inspirado pelo saudoso António Sérgio).

A série pode ser vista em estreia aos sábados à noite, nos canais da RTP (incluindo a RTP Internacional), ou pode ser vista online a qualquer hora nesta página do RTP Play online. O meu episódio é o nº 8, e chama-se Até Sempre.

Como sei que gostam disso, podem fazer aqui o download do guião desse episódio: Filhos do Rock – Epis. 8 – Até Sempre/A Catedral (1592).

Acho que comparar as páginas escritas com as cenas que finalmente chegaram ao episódio transmitido é um exercício muito útil e em que se pode aprender muita coisa, tanto sobre a escrita em si como sobre a realidade do processo de produção.

Por exemplo, é sempre fascinante tentar imaginar as razões para as diferenças entre as cenas no papel e na tela: será que não houve tempo para incluir uma certa cena na edição final? E aquela outra cena, será que ficou melhor com menos diálogos? Outra ainda – não houve dinheiro para filmá-la como foi escrita? Ou foi filmada mas os actores ficaram tão mal que foi preciso cortá-los? Só quem acompanhou o processo de produção tem resposta para estas questões.

Baixe o guião aqui Filhos do Rock – Epis. 8 – Até Sempre/A Catedral (1592) e compare com o episódio aqui. Toca a rockar.

Acerca do autor: João Nunes é um autor, guionista e publicitário que divide o seu tempo entre Angola, Brasil e Portugal. Conta com mais de 3000 páginas de guiões produzidas sob a forma de longas metragens, telefilmes, e dezenas de episódios de séries de televisão.

8 comentários… add one
  • Vicente 05/02/2014, 18:53

    Muito obrigado por ter disponibilizado o guião do seu episódio! Tenho acompanhado a série e tenho de dizer que estou realmente entusiasmado com a recetividade por parte da RTP em apostar em conteúdos novos e mais ambiciosos. O formato manifestamente mais rápido/aligeirado de apresentar o enredo e as suas ligações deu-me imensa curiosidade em espreitar o guião, e graças a si isso é possível.
    Obrigado mais uma vez.

  • Jose Felix 19/02/2014, 7:29

    Encontrei este sítio por acaso numa pesquisa feita através do “Google” quando inderia “Filhos do Rock”. Fiquei supreso e ao mesmo tempo agradado por um dos autores de um episódio ter disponibilizado o guião de um dos episódios desta série. Aliás pensava que todos os episódios tinham sido escritos pelo Pedro Varela. É muito interessante pois tenho seguido com muita atenção a série e vi episódio em concreto denominado “A Catedral”. Vou rever agora o episódio mas com o guião à frente e tentar perceber as diferenças entre a ideia original e o produto final exibido. Logo à partida o episódio em refeência foi o nono ao contrário do que aparece no guião que foi o oitavo. Uma das questões que desde logo se me levantou foi o título deste episódio, pois o Rock Rendez-Vous foi aqui apelidado de “Catedral” embora esse cognome esteve muito tempo associado ao mítico Pavilhão do Dramático Clube de Cascais. Tenho dado a minha opinião sobre esta série na sua página do facebook e relativamente a este episódio houve alguns aspectos a merecerem reparo, mas que não tem a ver com a escrita mas certamente com a produção.
    Rock On!

  • cristiano silva 26/05/2014, 19:19

    Boa tarde.
    O garrafa não deveria ter morrido!!
    Pessoalmente não gostei,poderiam ter dado outro final ao garrafa…
    Porque a morte do garrafa???

    Cumprimentos

  • Luiza 23/06/2014, 15:19

    Foi triste o Garrafa ter morrido…

  • vitor damiao 31/10/2014, 1:50

    Adorei a serie pena ter acabado,deveriam fazer mais series deste tipo .

  • carlitos 18/12/2014, 4:49

    Isto foi mesmo uma história real

Partilhe aqui as suas ideias e experiência