Imagens de Angola

Enviam-me um link para uma galeria de imagens de Angola, umas mais antigas, outras mais recentes. A qualidade das fotografias é variável, mas o conjunto justifica uma visita, que irá agradar particularmente aos mais nostálgicos. O mesmo público a quem se dedicam os livros do jornalista Paulo Salvador, o mais recente dos quais será lançado […]

Continue a Ler

Músicas de Angola

Vai sair nos próximos dias um conjunto de 4 CD’s com 100 músicas angolanas dos anos 60 e 70; aquilo que José Eduardo Agualusa descreve como "a banda sonora dos últimos anos da época colonial em Angola". A minha amiga Aida Saiago esteve envolvida no projecto, o que só por si é garantia de genuinidade […]

Continue a Ler

Reescrita da Moli

Vou pegar esta semana num guião de cinema de animação que escrevi em Angola para a StopLine Filmes. Chama-se "Moli" e é uma história original minha, baseada numa personagem criada inicialmente para televisão pelo Humberto Santana, da Animanostra (que também está envolvido neste projecto). A primeira versão do guião, que terminei em Novembro do ano […]

Continue a Ler

Obrigado, agente Óscar

Tenho de agradecer ao agente Óscar, da polícia de trânsito de Luanda, por ter tornado um pouco menos difícil a minha partida de Angola. No mesmo dia em que os meus colegas me organizaram um jantar de despedida e me encheram de mimos e carinhos, de frases simpáticas, de gestos de camaradagem, de provas de […]

Continue a Ler

Uma noite nos caboverdeanos

O D. e a M. convidaram-me ontem para conhecer um pequeno restaurante na Chicala, a que chamam “os caboverdeanos”. É um pátio pequeno, atafulhado de mesas e cadeiras de plástico, cheio de gente, onde se comem petiscos, bebe cerveja e, ao fim de semana, ouve-se música caboverdeana ao vivo. Alguns kotas mais afoitos também dão […]

Continue a Ler

The final countdown

Entrei hoje na última semana desta estadia em Angola. A partir daqui é uma corrida contra o tempo para tratar de todos os assuntos pendentes, que vão desde fechar a conta no banco até recuperar 20 dólares que dei para a fechadura da porta do terraço, que nunca chegou a ser colocada. Quero também assegurar […]

Continue a Ler

Como sobreviver em Angola

Nota prévia: este artigo foi escrito em Agosto de 2006 e, como tal, está provavelmente desactualizado. Infelizmente, dado que já não estou a viver em Angola nem lá fui recentemente, não posso corrigir as informações eventualmente ultrapassadas. Deixo-o, contudo, na esperança de que apesar disso ainda possa ser útil a alguém. Um novo colega, que […]

Continue a Ler

Mercado de Benfica

Recebemos ontem um arquitecto e uma designer portugueses, o M. e a A., que estão cá por uns dias para nos ajudar num projecto grande. Fui jantar com eles ao Cais de Quatro (o restaurante onde normalmente se levam os recém-chegados para lhes dar uma vista panorâmica da marginal de Luanda í  noite). A A. […]

Continue a Ler

Katato

No regresso a Luanda parámos no Restaurante da Rua 11, um espaço à beira mar, com vista para o Mussulo, onde se comem pratos típicos angolanos, servidos em buffet self-service. Há as muambas de galinha e de ginguba, o kalulu de peixe e de carne seca, a muteta e o mufete, tudo acompanhado com kissaka, […]

Continue a Ler

Contagem final

Dia 25 deste mês, se tudo correr como está previsto, regresso definitivamente a Portugal, depois de quase dois anos em Angola. É um capí­tulo da minha vida que se vai fechar. Um capí­tulo que eu voltaria a escrever da mesma maneira, mais coisa menos coisa, se tivesse oportunidade de voltar ao iní­cio, í quela noite em […]

Continue a Ler