Decisão

Vou comeíar a escrever o meu próximo guião, uma adaptaíão de um romance. Consegui autorizaíão do autor e até já tenho um produtor interessado. Coisa séria, como se pode ver, e a responsabilidade é muita. Talvez por isso tenha demorado tanto tempo até ganhar coragem para deitar mãos í  obra. Sei que vai dar-me muito […]

Continue a Ler

Escrita

Estou a trabalhar na reescrita de uma série de televisão para a RTP, passada entre Portugal e Angola, no tempo presente e durante a guerra colonial. Lembraram-se de mim por causa do último guião que escrevi para o canal 1 (o telefilme “29 Golpes” da série “Amores”) e por estar aqui a viver em Luanda. […]

Continue a Ler

Idiosincrasias Idiomáticas II

Outra caracterí­stica linguí­stica dos angolanos: o amor pelas palavras caras. "Paulatinamente", por exemplo, ouve-se dia sim, dia sim, em discursos de ministros e conversas de café. Até eu já tive o gozo de enfiar essa palavra num texto, usando-a pela primeira vez em quase quarenta anos de escrita. Este gosto por um vocabulário, digamos, "kitado" […]

Continue a Ler

Ora pópilas!

Com a ida para Angola às portas reli o último romance de José Eduardo Agualusa. O Vendedor de Passados combina uma escrita assumidamente borgesiana com um toquezinho de Paul Auster e uma enorme fluidez e simplicidade. É um livro para ler depressa e reler devagar.

Continue a Ler
23 de 23« « ...10...1920212223