Sampa

De novo no Brasil, de férias, para rever família e amigos. Três notas curtas: A perfeitura de S. Paulo está a desenvolver uma forte campanha para limpar a cidade de outdoors, faixas e cartazes publicitários não licenseados. A diferença é visível e prova que, com vontade, é possível intervir numa megalópolis como Sampa para melhorar […]

Continue a Ler

E aqui está a brigada da salada

Já posso mostrar o novo spot da Super Bock sem álcool, com o Bruno Nogueira, de que falava ontem. É sobre a "brigada da salada" e vem com um convidado especial inesperado – o dragão de um outro anúncio de cervejas… Update: como se pode ver pelos comentários a este artigo, a versão anterior do […]

Continue a Ler

A brigada da salada

Estivemos ontem a filmar o novo spot da Super Bock sem álcool. Desta vez a "brigada da salada" é a vítima do anúncio em que, como sempre, o Bruno Nogueira pega nos nossos textos e lhes acrescenta umas pitadas próprias e inconfundíveis. É seguramente um dos melhores improvisadores da nova geração de comediantes portugueses.

Continue a Ler

Clichés de publicidade na rádio

No outro dia, ao ouvir na TSF dois spots publicitários seguidos praticamente iguais, comecei a pensar nos clichés da publicidade na rádio. Lembrei-me de cinco que, mais tarde ou mais cedo, todos os redactores publicitários em quebra de inspiração são tentados a reproduzir. O relato de futebol: o cliente recebe o produto, avança para a […]

Continue a Ler

Prémios

Ontem foi a entrega dos Grandes Prémios do Festival Acácia de Ouro, os troféus da publicidade angolana. A cerimónia decorreu no Estádio dos Coqueiros, na baixa de Luanda, recentemente restaurado. A escolha do local foi justificada pelo tema que a TVC escolheu para o Festival deste ano: a relaíão entre a Publicidade e o Futebol. […]

Continue a Ler

Idiosincrasias Idiomáticas II

Outra caracterí­stica linguí­stica dos angolanos: o amor pelas palavras caras. "Paulatinamente", por exemplo, ouve-se dia sim, dia sim, em discursos de ministros e conversas de café. Até eu já tive o gozo de enfiar essa palavra num texto, usando-a pela primeira vez em quase quarenta anos de escrita. Este gosto por um vocabulário, digamos, "kitado" […]

Continue a Ler