Dicas para animadores

Descobri um conjunto de notas e dicas de um grande animador da Disney, Ollie Johnston. Interessam essencialmente a animadores, mas a nota nº 5 aplica-se muito bem aos guionistas:

É o pensamento e as circunstâncias por trás da acção que tornam a acção interessante.

Exemplo: um homem dirige-se a uma caixa de correio, coloca a sua carta e afasta-se

ou

Um homem desesperadamente apaixonado por uma mulher em terras longínquas envia uma carta na qual despejou o coração.

Sugestão: procurar sempre a forma mais vívida de escrever a acção dos nossos personagens de forma a dar pistas sobre o que lhes vai na alma.

Ler todas as notas aqui.

Este Artigo Tem 2 Comentários

  1. berni ferreira

    Acabei agora mesmo de rever o “The Remains of the Day” (Despojos do Dia), de 1993… Não consigo deixar de relacionar este post com este filme e não resisto a meter a minha colherada, inspirada pela grande prestação de Anthony Hopkins: às vezes, a forma mais vívida de escrever que o tal homem enfiou no correio a carta em que se decide o seu destino amoroso pode passar apenas por descrever toda a aparente frieza ao fazê-lo. E mostrar como se desfaz em mil e uma ansiedades, a partir do momento em que se encontra sozinho…

A sua opinião é importante. Deixe-a aqui:

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

João Nunes

João Nunes é um autor, guionista e publicitário que divide o seu tempo entre Angola, Brasil e Portugal. Conta com mais de 3000 páginas de guiões produzidas sob a forma de longas metragens, telefilmes, e dezenas de episódios de séries de televisão.