Novo visual

Chegou aquela altura do ano em que me começo a sentir farto do visual do blogue e não consigo resistir à tentação de o alterar. A última versão tinha três colunas e o fundo todo branco, mas enjoei-me depressa dela. Resolvi experimentar um redesign mais radical, e adoptar uma coluna única de texto, com os […]

Continue a Ler

Problemas com acentos

Fiz um upgrade do motor deste blogue (o WordPress) para a versão 2.2 e, subitamente, todos os acentos e sinais especiais enlouqueceram. Enquanto não tiver tempo para corrigir isto (se for possível) peço desculpas a todos os leitores pelo transtorno. Update: já consegui perceber o que aconteceu; tem a ver com diferenças nos character sets […]

Continue a Ler

Perguntas & Respostas: guiões de filmes de formação profissional

Sou formadora de adultos há cerca de 10 anos e, paralelamente, tenho trabalhado na concepção de recursos didácticos, tendo já escrito vários guiões para filmes de formação profissional. Este tipo de filmes têm algumas características especiais: são sempre de curta duração (entre 15 e 30\’) e partem sempre de uma situação concreta (enredo), directamente ou […]

Continue a Ler

Os 300

Achei engraçado escrever um artigo sobre o facto de ter chegado aos 300 artigos, sendo que só chego aos 300 porque resolvi escrever sobre esse facto. Há aqui um certo paradoxo que me faz lembrar o lado "duchampiano" de muitos aspectos da vida contemporânea: as notícias que só o são por o serem, os famosos […]

Continue a Ler

Justificação

Por questões profissionais, e também por estar a dedicar algum tempo ao site da Associação Portuguesa de Argumentistas e Dramaturgos, tenho renovado pouco este blogue. Mas em breve vou voltar em força, com artigos, links e novos capítulos do Curso de Guião.

Continue a Ler

Como sobreviver em Angola

Nota prévia: este artigo foi escrito em Agosto de 2006 e, como tal, está provavelmente desactualizado. Infelizmente, dado que já não estou a viver em Angola nem lá fui recentemente, não posso corrigir as informações eventualmente ultrapassadas. Deixo-o, contudo, na esperança de que apesar disso ainda possa ser útil a alguém. Um novo colega, que […]

Continue a Ler