Últimas vagas para o workshop de Escrita para Cinema com Tiago Santos

Ainda há vagas para o workshop de Escrita para Cinema que o argumentista Tiago Santos (A Bela e o Paparazzo, Os Gatos não têm Vertigens) vai dar na escola ACT, em Lisboa.

Se há workshop introdutório de escrita de guião que eu posso recomendar sem hesitações, é este. Além de ser um grande argumentista, o Tiago é um excelente professor, com muita experiência.

Se quer uma introdução à escrita para cinema, a começar em breve, inscreva-se aqui.

  • Sextas das 19h00 às 23h00
  • Total: 20 horas
  • Custo: 160€

Objectivos

Este workshop pretende oferecer, através de análise de filmes, muitos trabalhos práticos e vários conceitos teóricos, as competências necessárias para a escrita de uma longa-metragem assim com a capacidade de análise ou construção de qualquer texto cinematográfico ou televisivo.

Formador: Tiago R. Santos

É argumentista, escritor e crítico de cinema. Nasceu em 1976 e, depois de uma curta carreira como jornalista, iniciou o seu trabalho de argumentista em 2007, com “Call Girl”. Escreveu “A Bela e o Paparazzo” e “Os Gatos Não Têm Vertigens” – projecto com o qual ganhou os prémios Sophia, da Academia de Cinema Portuguesa, e Autor, atribuído pela Sociedade Portuguesa de Autores – e trabalhou em séries como “Liberdade 21”, “Conta-me como Foi” e “Filhos do Rock” (entre outras).

É o autor da nova versão do argumento de “O Leão da Estrela”, remake realizado por Leonel Vieira, e de “Amor Impossível”, de António-Pedro Vasconcelos, filmes que estrearam em 2015 – este último nomeado para 17 Prémios Sophia, incluíndo Melhor Argumento.

Em 2013 publicou o seu primeiro romance: “A Velocidade dos Objectos Metálicos”, pelo editora Clube do Autor. Actualmente, é crítico de cinema para o suplemento GPS, da Revista Sábado.

Escreveu e realizou “Vícios Para Uma Família Feliz”, curta-metragem finalizada em final de Fevereiro de 2016 e que foi seleccionada para a Competição Oficial do Huesca Internacional Film Festival, Caminhos do Cinema Português 2016, Madeira Film Festival e presente Cannes Short Film Corner.

Co-adaptou – em conjunto com David Machado, o autor do romance – o “Índice Médio da Felicidade”, projecto realizado por Joaquim Leitão e com data de estreia prevista para 2017 e “Perdidos”, longa-metragem de Sérgio Graciano.

Participe na oficina de escrita “A Narrativa Visual”

Luis Campos

Luís Campos, um guionista e “ativista” do cinema, que já entrevistei aqui no blogue na altura da estreia do filme Um Funeral à Chuva, vai dirigir uma oficina de escrita de guião em Dezembro, em Lisboa.

O Luís Campos é também o promotor do festival Guiões, o único exclusivamente dedicado à escrita do guião em língua portuguesa. É precisamente no âmbito da edição deste ano do Guiões que a referida oficina se realiza.

Decorrendo em horário pós-laboral em quatro dias intensos – 12, 13, 14 e 15 de dezembro – a oficina, com o tema “A Narrativa Visual”, promete “dotar aspirantes a guionistas, curiosos em geral ou escritores já activos no mercado com as várias faculdades que permitam escrever um guião distintivo e com identidade própria”.

Programa

O programa é muito motivador, com uma abordagem que combina a teoria com a prática e termina com a análise dos guiões escritos pelos participantes. Não deixa de ser curioso que um dos dias seja ocupado com exercícios práticos de imersão e escrita com o software Final Draft, que foi tema do último artigo aqui no blogue.

Tenho a certeza de que a participação nesta oficina de escrita de Luís Campos será uma mais valia para o público a que se destina, os aspirantes a guionistas, curiosos em geral ou escritores já activos no mercado.

Dia 1. Análise Cinematográfica.

Breve incursão pela História do Cinema e estudo dos vários componentes da linguagem cinematográfica:

  • Os Pioneiros e a base do Cinema;
  • A magia do Raccord;
  • Planos e Perspectivas;
  • Cinematografia;
  • Música e Som;
  • Géneros;
  • Subtexto e Figuras de Estilo.

Dia 2. Introdução ao Guião.

  • Logline (Premissa);
  • Sinopse;
  • Estrutura de 3 Actos;
  • O Conflito como génese narrativa;
  • Incidente Incitante (Gatilho);
  • Plot Points;
  • A Narrativa Visual com análise a filme caso-estudo da autoria do formador;

Dia 3. Final Draft.

  • Exercícios práticos de imersão no software;
  • Personagens;
  • Tema;
  • Escrita de um guião de curta-metragem;

Dia 4. Mini-laboratório de Guião.

  • Análise dos guiões escritos pelos formandos;
  • Exercícios de aprimoramento dos guiões, com foco nos diversos elementos que constituem a base de trabalho do laboratório profissional PLOT (www.plotscriptlab.com).

Informações adicionais

O valor da oficina é de 120€ por participante. Para mais informação, por favor contactar a organização =>

Declaração de interesses: o Luís Campos é leitor deste blogue há muitos anos, e mantenho com ele uma relação de grande respeito e amizade. Além disso, convidou-me (e eu aceitei) para fazer parte do júri do Guiões deste ano. Nada disso influencia o que escrevi acima.

Laboratório de escrita para teatro no Teatro D. Maria II

Estão abertas as candidaturas para a 2ª edição do Laboratório de Escrita para Teatro a decorrer no Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa, entre Outubro de 2016 e Junho de 2017.

Coordenado por Rui Pina Coelho, o Laboratório vai acompanhar e orientar o trabalho dos autores seleccionados até à finalização de um conjunto de textos que serão apresentados ao público no final de 2017.

As sessões de trabalho incluirão aulas, debates, leituras, exercícios e sessões de escrita, e serão orientadas por autores de renome como Tiago Rodrigues, Jorge Palinhos, Miguel Castro Caldas e Paula Autran.

O tema orientador deste ano é A política de tudo. Conforme o orientador explica no texto de apresentação do Laboratório de Escrita para Teatro:

(…) o teatro e a dramaturgia contemporânea têm sabido encontrar novas formas de prolongar, renovar ou reinventar as utopias do século XX, descobrindo novas pronunciações para o exercício de um teatro político e para uma efectiva interpelação do real. Que política há ainda no teatro? Toda, pouca, nenhuma?

Para mais informações e candidaturas, visite o site do Teatro Nacional D. Maria II.

Curso de guionismo online na EC.ON

Curso de guionismo online

A Escola de Escritas EC.ON Escrita Criativa Online anunciou um curso de guionismo online, ministrado por António Cabrita.

O curso, em 10 blocos, cobre o essencial da escrita de guião, desde a descoberta da ideia à escrita das páginas.

Segundo o comunicado da escola, “A oficina de Guionismo, orientada por António Cabrita, disponibiliza um conjunto ferramentas e instrumentos para desenvolver guiões sólidos. O processo de aprendizagem ancora-se em exercícios a partir de filmes como “Tempos Modernos” (Chaplin), “Crying Games” (Neil Jordan), “Taxi Driver” (Martin Scorcese) e “Blue Velvet” (David Lynch), assim como de narrativas curtas como “A Casa Tomada” (Julio Cortázar) e “A Sopa” (Dalton Trevisan).”

Não frequentei nem tive acesso aos conteúdos deste curso de guionismo online, por isso não o posso avaliar nem recomendar pessoalmente. Mas o nome do professor, e de algumas das pessoas que dão outros cursos online na escola, como o José Eduardo Agualusa, João Tordo ou Possidónio Cachapa, fazem-me crer que o nível será bom.

De qualquer forma, um curso de guionismo online, com início a qualquer momento, pode ser útil para muitas pessoas que vivem em locais afastados dos grandes centros, sem acesso a cursos presenciais. Dez semanas de oficina com acompanhamento individualizado, exemplos práticos, e exercícios guiados, podem ser a solução ideal para um primeiro contacto com a arte e a técnica do guionismo.

Mais informações no site da EC.ON.

Oficina de roteiro com Doc Comparato em São Paulo

Não perca a oportunidade de participar na Aula Magna de Roteiro com Doc Comparato, organizada pela Casa de Eventos nos dias 28 e 29 de Abril, em São Paulo. O professor, Doc Comparato, é um dos mais conhecidos roteiristas brasileiros, autor de um famoso livro que mencionei há pouco tempo.

Segundo a organização Na ocasião, serão abordadas (e praticadas) as técnicas de escrever para roteiristas, estudantes de cinema, dramaturgos, e todos os amantes dessa arte.

Destinada a profissionais das áreas de comunicação, roteiristas, estudantes de cinema, publicidade e propaganda e comunicação em geral, além de todos os amantes do roteiro, a Oficina decorrerá em dois dias de aula, no horário de 09h às 13h em ambos os dias.

O programa do primeiro dia cobrirá uma Introdução a dramaturgia, ideia, exercícios sobre ideias, storylines, exercícios sobre storylines, introdução ao personagem e sinopse.

No segundo dia Doc Comparato falará de construção dramática, estrutura dramática, tipos de cena, exercício sobre personagens, diálogo.

Mais informações no site da Casa de Eventos

Últimos dias para se inscrever no workshop de Adaptação Criativa.

O Festival Guiões, no âmbito da sua programação para este ano, que culminará em Novembro, está neste momento a organizar um workshop de escrita de guião dedicado à Adaptação Criativa.

A oficina irá começar já na próxima semana, mas ainda há lugares disponíveis. Por isso, se tem curiosidade sobre o processo de adaptação de um guião, continue a ler.
Continuar a ler “Últimos dias para se inscrever no workshop de Adaptação Criativa.”

Tiago R. Santos dá workshop em Famalicão

Tiago R. Santos, o conceituado argumentista de filmes como Os Gatos não têm vertigens, Call Girl ou a Bela e o Paparazzo, vai estar na Casa da Juventude de Famalicão no próximo sábado, 9 de maio. Dará aí um workshop de escrita para cinema de um dia, virado para os iniciados interessados nesta arte.

tiago-workshop-imagem

Como o próprio Tiago refere no seu Facebook, “Se são aquela pessoa que está sempre a dizer que tem uma óptima ideia para um filme, cheguem-se à frente.”

O workshop é gratuito e tem inscrições limitadas. Informações e inscrição aqui.

Ondjaki e António Jorge Gonçalves dão workshop de escrita e ilustração em Luanda

Dois autores de enorme talento e criatividade, o escritor angolano Ondjaki e o ilustrador português António Jorge Gonçalves, vão dar um workshop de escrita + ilustração na Universidade Lusíada de Angola, de 18 a 22 de Maio.

É uma oportunidade a não perder para quantos em Luanda se interessam pela escrita, pelas narrativas gráficas e pela criatividade em geral. Perante a falta de iniciativas de formação e estímulo nessas áreas, será impensável que uma de tão grande qualidade não seja um sucesso.

cartaz ondjaki

O workshop será gratuito e terá como objectivo desenvolver competências para a construção de narrativas, trabalhando diferentes formas de ilustrar através do desenho. Os participantes trabalharão em articulação uns com os outros e no final será apresentado um trabalho conjunto.

As aulas terão duas opções de horário, tarde e pós-laboral, e as inscrições estão abertas de segunda a sexta-feira no Centro Cultural Português, Avenida de Portugal, Luanda. Informações pelo 00244 923 315 373 ou pelo mail pesdescalcos@gmail.com

Lançamento do Programa de Formação de Roteiristas do b_arco

O Centro Cultural b_arco promove uma conversa entre o roteirista Aleksei Abib e o escritor e também roteirista Marçal Aquino. O evento, no dia 25 de fevereiro, marcará o lançamento do Programa de Formação de Roteiristas e Desenvolvimento de Projetos 2015.

Nos anos anteriores o b_arco contou com a presença de nomes conhecidos como o consultor internacional Miguel Machalski, o ator e diretor João Miguel, assim como o roteirista Bráulio Mantovani. Veja o texto de apresentação:

*Dando continuidade ao projeto iniciado em março 2014, o Programa tem o objetivo de oferecer ao mercado audiovisual uma opção de formação e instrumentalização para roteiristas iniciantes e experientes.

Neste semestre, os cursos serão mais uma vez ministrados por renomados roteiristas brasileiros e estrangeiros de cinema e TV como Aleksei Abib, Ricardo Tiezzi, Thelma Guedes, o franco argentino, Miguel Machalski e o norte-americano Alan Kingsberg. Haverá também uma aula especial a todos aqueles inscritos no Programa, em que se discutirá o mercado audiovisual com Andrea Barata Ribeiro e Marcia Vinci da O2 Filmes.

Os cursos que integram a programação pretendem atender tanto roteiristas iniciantes que estão começando a descobrir sua forma de narrativa, quanto roteiristas profissionais interessados em agregar qualidade aos seus projetos. O Programa oferece opções para formação em roteiro de cinema e TV, além de cursos complementares. O aluno tem a opção de fazer a formação completa ou escolher módulos independentes de acordo com seu nível de conhecimento, interesse e disponibilidade.

Marçal Aquino é roteirista e escritor. Escreveu livros como O Invasor e Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios, ambos transformados em roteiro para filmes dirigidos por Beto Brandt. Como roteirista também escreveu as séries Força Tarefa e O Caçador, exibidas pela Rede Globo, assim como participou na criação dos longa-metragem O Cheiro do Ralo e Nina, ao lado de Lourenço Mutarelli e Heitor Dhalia. É autor de livros como O amor e outros objetos pontiagudos (vencedor do Prêmio Jabuti em 2001), As Fomes de Setembro e Cabeça a Prêmio, entre outros. Em 2011, foi consultor do 4º Laboratório de Roteiros Sundance/RioFilme, a convite do Sundance Institute (Utah, EUA).*

Novos cursos e oficinas de roteiro no b_arco

A escola de artes b_arco, de São Paulo, continua neste novo ano a apostar em força nos cursos e oficinas de escrita audiovisual.

Para os próximos tempos destacam-se:

Alguns destes cursos do b_arco começam já em janeiro, por isso não se atrase com as inscrições, caso esteja interessado.

Mais informações no site do b_arco =>

Nota importante: não posso assumir qualquer responsabilidade pela qualidade ou condições de realização destes cursos ou oficinas. Limito-me a divulgá-los aqui no bloque, quando me parecem reunir as condições mínimas de credibilidade.

Escrita para cinema e TV na escola Act

A escola de actores Act da minha querida amiga (e madrinha) Patrícia Vasconcelos continua a apostar em outras áreas de formação artística em Portugal.

Em janeiro começará a decorrer o curso de Escrita para Argumentos de Cinema e Televisão ministrado pelos guionistas portugueses Nuno Madeira Rodrigues e Bruno Martins Soares.

O curso abordará, num total de 16 horas, temas que vão desde O Processo de Decisão de Consumo de Cinema e Televisão até às Implicações para a Produção, passando naturalmente por todo o processo de concepção e escrita de um guião audiovisual, como o conceito, ritmo, estrutura e escrita de cenas.

Segundo os organizadores, o objectivo do curso é ajudar a desenvolver a capacidade de corresponder e ultrapassar as expectativas de produtores,
realizadores e espectadores na construção de guiões apurados e trabalhados ao pormenor.

O curso começa em 17 de janeiro e é limitado a 16 alunos, por isso já não há muito tempo para se inscrever.

Mais informações no site da Act =>

Nota importante: não posso assumir qualquer responsabilidade pela qualidade ou condições de realização destes cursos ou oficinas. Limito-me a divulgá-los aqui no bloque, quando me parecem reunir as condições mínimas de credibilidade.

Workshop com Brian Ward em Portugal

O guionista britânico Brian Ward vai ser a estrela do Writers’ Winter Retreat que se realizará de 3 a 6 de Fevereiro no Guincho, em Portugal.

Autor dos guiões de filmes como A Intérprete, com Nicole Kidman, entre muitos outros, Brian Ward vai dar um workshop de 2 dias com o tema Contar a estória em imagens – A arte e técnica do guião.

O programa fica completo com a estadia na zona do Guincho onde, além de uma das paisagens mais bonitas da costa portuguesa, não faltam excelentes opções culinárias e de passeio.

Mais informações, programa completo e preços aqui =>

Nota importante: não posso assumir qualquer responsabilidade pela qualidade ou condições de realização destes cursos ou oficinas. Limito-me a divulgá-los aqui no bloque, quando me parecem reunir as condições mínimas de credibilidade.

Masterclass de escrita de novelas com Tozé Martinho

Tozé Martinho, um dos mais experientes autores na escrita para televisão em Portugal, vai dar uma Masterclass de escrita de novelas para televisão a partir de 8 de setembro.

Retirado do programa:

Em mais uma iniciativa inovadora, o A Televisão, em parceria com a Nicolau Breyner Academia (NBA), ministrarão uma Masterclass de Guionismo para Ficção, que conta com a formação de Tozé Martinho, um dos mais experientes autores na escrita de ficção para televisão em Portugal e autor de inúmeros sucessos, de onde se destaca “Dei-te Quase Tudo”.

Nesta formação, os alunos terão a oportunidade de aprender todas as bases necessárias para a escrita de ficção e de, posteriormente, as colocar em prática com a supervisão de Tozé Martinho. A Masterclass é constituída por duas componentes: teórica e prática.

Datas: 08, 09, 10, 11, 15, 16, 17 e 18 de Setembro

Horário: Das 14h00 às 18h00 (Dia 18 – 14h00 – 16h00)

Duração do curso: 30 horas

Custo do curso: 300€

Saiba mais aqui =>

Alan Kingsberg, guionista de Law and Order, dá oficina no SENAC São Paulo

Alan Kingsberg é um guionista americano com créditos firmados em séries como Law and Order e Are You Afraid of the Dark. É também o criador da oficina de guião para TV na Universidade de Colombia.

No próximo dia 23 de Agosto vai orientar uma Master Class de Roteiro de Série, a partir das 14h00, no Senac Lapa (Rua Scipião, 67 – São Paulo – Brasil).

A Master Class terá o seguinte programa:

PARTE I – PONTOS FUNDAMENTAIS DE UMA SE?RIE

  • Conflito Central
  • Missão dos Personagens

  • Plots Paralelos

  • Premissa, Conflito e Resolução

PARTE II – ANÁLISE APROFUNDADA DE GRANDES EPISÓDIOS DE MAD MEN, BREAKING BAD E GIRLS

  • Lançar Histórias
  • Construindo conflito

  • Ressonância Emocional

  • O papel do Conflito Central em um bom Episódio

  • Saiba mais sobre a Master Class de Alan Kingsberg aqui ou no site do evento.

    Curso de roteiro em Porto Alegre

    O leitor Richardson Luz pede a divulgação de um curso de roteiro cinematográfico. O programa parece ser interessante e merece a atenção de quem vive em Porto Alegre (no Rio Grande do Sul, Brasil; não confundir com Portalegre, no Alto Alentejo, Portugal)me se interessa por estas coisas.

    Informações sobre o conteúdo do curso de roteiro

    1º dia

    • Meu nome é Roteiro Cinematográfico – O primeiro contato com um roteiro
    • Que documento é esse? – A utilidade do roteiro cinematográfico –
    • Cabeça, corpo e membros – As partes de um roteiro cinema (cabeçalho, ação, personagem, diálogos, rubricas e transições – regras essenciais)

    2º dia

    • Nascendo, crescendo, envelhecendo e morrendo – Criação e desenvolvimento de uma ideia.
    • Dando forma e sentido à estória – Story line, Sinopse, argumento e escaleta
    • 1, 2, 3 e já! – Dividindo o roteiro em três atos

    3º dia

    • Da teoria à prática – Ideia, storyline, sinopse, argumento e escaleta feitos pelo grupo.
    • Celtx – a nossa máquina de escrever
    • Produção da ideia original do grupo com equipamento de alta resolução.

    Local: Av. Cristóvão Colombo, 545, prédio 2, 5º andar.
    Dias 16, 17 e 18 de junho
    Hora: das 19h30 às 22h30

    Para mais informações clique aqui

    Craig Bolotin promove workshop em São Paulo

    Recebi um comunicado de um workshop em São Paulo que me pareceu muito interessante. Passo pois a divulga-lo.

    Comunicado

    Craig Bolotin, roteirista de nomes como Copolla e Ridley Scott, vem ao Brasil para apresentar, pela primeira vez, seu curso de roteiro e cinema.

    Pela primeira vez no Brasil, Craig Bolotin, célebre roteirista e professor de Hollywood, traz seu workshop “Como Escrever para o Mercado Internacional”, curso dado nas maiores universidades americanas e no Sundance Lab, centro de educação audiovisual do festival de Sundance.

    Tendo trabalhado com diretores e atores como Francis Ford Coppola, Ridley Scott, Forest Whitaker, Michael Douglas, Andy Garcia, Rosario Dawson, Juliette Lewis, John Cryer, entre outros, Craig tem se destacado por ser o primeiro dos grandes professores de roteiro que atuam na indústria como roteirista e também diretor.

    Esta visão do business do fazer fílmico, juntamente com seu aprendizado, tendo estudado cinema na Europa antes de ingressar no mercado norte americano, torna seu workshop uma oportunidade singular. “Como escrever para o Mercado Internacional” é um resultado de mais de 30 anos trabalhando e estudando o storytelling no cinema internacional.

    O workshop faz parte da parceria internacional da Operahaus com a Modern School of Film, escola de cinema com sede em Nova York e Los Angeles, que já trouxe para debates artistas como Fernando Meirelles, William Dafoe, Glen Close, Fabio Moon, Lais Bodanzky, Alanis Morrisete, Rodrigo Santoro, Vincent Cassel, entre outros.
    Atualmente Craig está trabalhando na adaptação do romance “The Longest Ride”, de Nicholas Sparks para os estúdios da Fox.

    O curso será oferecido em inglês com tradução consecutiva para o português.

    Serviço:

    O quê: Workshop “Como escrever para o Mercado Internacional”, com Craig Bolotin

    Quando: 28, 29 e 30 de Março

    Horários: Sexta, das 19h00 às 22h00; Sábado e Domingo das 10h30 às 17h30

    Carga horária: 15 horas

    Local: Operahaus – Instituto de Cinema

    Endereço: Rua Henrique Schaumann, 636 – Pinheiros – São Paulo

    Mais informações: www.operahaus.com.br/workshops

    Sobre a Operahaus:

    A Operahaus é uma produtora e instituto de arte que busca imprimir sua marca no cinema, na publicidade, no teatro e teatro musical, na música e nas artes plásticas, agregando artistas e intelectuais a seu manifesto e propondo uma posição esclarecida, consciente e ousada na forma de fazer e na linguagem de fazer arte no Brasil.

    Esta visão refinada dos processos cinematográficos é respeitada e permeia toda a produção audiovisual da Operahaus, desde os clipes musicais e vídeos institucionais até as produções de longas metragem e séries de televisão.

    A Opera é a realização de um sonho que começou em 2006 com a ideia de um espaço que pensasse o cinema de maneira crítica sem perder a objetividade. A iniciativa partiu depois de muitas conversas entre sociólogos e antropólogos da Universidade de São Paulo em conjunto com engenheiros, cineastas, dramaturgos e músicos que hoje compõe nossa equipe. Nestes vários anos, depois de muitas produções e projetos, viagens e sucessos no currículo, o grupo se mudou para “a casa da esquina”, a hubart de produção no cruzamento da Henrique Shaumman com a Teodoro Sampaio. Unindo prática e teoria de maneira inédita em São Paulo, hoje a casa possui cursos que visam formar profissionais completos e criativos, aptos a ingressar no mercado de trabalho e desenvolver seus próprios empreendimentos no mundo da arte.

    O Instituto Operahaus oferece cursos regulares e de especialização em diversas áreas e conta com uma equipe de professores renomados e premiados em suas atividades, além de adotar uma metodologia de ensino própria e inovadora baseada na Tríade Operahaus:

    • Sensibilidade – o quem – uma gradiente de percepção e interpretação do meio e emancipação do meio, consciente ou não, condicionando a ação do artista.
    • Técnica – o como – obras realizadas a partir de uma gradiente de técnicas e habilidades reconhecidas no campo artístico.
    • Ação – o que – fazer é essencial para a concretização do artista. Ele só o é depois deste fazer.

    Contato para pautas:

    Vira Comunicação – 11 4063.0100 (contato@viracomunicacao.com.br)

    Guilherme Pichonelli – 11 98076.1234 (guilherme@viracomunicacao.com.br)

    Oficina avançada de escrita para televisão em São Paulo

    O roteirista , showrunner e professor William Rabkin (Monk, Diagnosis Murder, Martial Law), autor do best-seller Writing the Pilot e Successful Television Writing irá conduzir um workshop de 5 dias, em São Paulo para ensinar tudo sobre como como criar, gerir e manter séries de televisão.

    A oficina é cara mas pode ser um investimento interessante para quem queira apostar mais a sério numa carreira na escrita para televisão.

    Informações aqui

    EscreverEscrever organiza cursos de escrita em Março

    De vez em quando refiro aqui os cursos de guionismo organizado pela EscreverEscrever. Com novas edições todos os meses são a opção mais frequente para se ter uma iniciação à escrita para audiovisual em Portugal.

    No próximo mês de Março serão ministrados os seguintes cursos nesta área:

    Guionismo Nível 1

    Escrita para Cinema

    Argumento para BD

    Nunca fiz nenhum destes cursos, mas a consistência com que são organizados é um bom indicativo de que provavelmente serão uma boa introdução aos temas tratados.

    Mais informações devem ser obtidas através do site EscreverEscrever

    Curso de Escrita para Cinema e Televisão na ESTC

    Artur Ribeiro escrevendo

    O meu amigo e colega Artur Ribeiro vai ser um dos professores de um curso livre/oficina artística de escrita de argumento de cinema e televisão.

    O curso está a ser organizado pelo departamento de escrita da Escola Superior de Teatro e Cinema, em Portugal, e começará em janeiro de 2013.

    Vai ter a duração de 120 horas, distribuídas por três módulos de 40 horas cada. O Artur vai dar o terceiro módulo, dedicado ao Desenvolvimento de Projetos.

    Por tudo o que pude ler, e pelo que conheço do Artur, posso recomendar este curso a quem esteja interessado em aprender como se escreve um projeto artisticamente válido e comercialmente viável para televisão ou cinema.

    Aqui ficam algumas informações sobre o Curso:

    A Área de Argumento Cinematográfico do Departamento de Cinema da Escola Superior de Teatro e Cinema abre em 2013 uma Oficina de Escrita para Cinema e Televisão.

    Objectivo: a Oficina oferece formação técnica em escrita de argumento para cinema, telefilme, mini-série e série de televisão.

    Destinatários: é uma iniciativa de formação ao longo da vida, vocacionada para a formação de adultos e aberta à comunidade. Podem candidatar-se alunos inscritos noutras formações e instituições; autores; produtores; realizadores; jornalistas; comunicadores e divulgadores de conteúdos audiovisuais; profissionais de outras áreas; investigadores, críticos e docentes, público em geral.

    Para mais informações, pode consultar a página do Curso no site da ESTC.

    Oficina de iniciação ao roteiro audiovisual com Aloysio Letra

    Passo a divulgar uma oficina de roteiro em São Paulo:

    Aloysio Letra, continuísta de cinema, indicará livros, sites, blogs e aplicará exercícios de criação para escrever estórias em imagens. Utilizará também filmes e música como inspiração para criação.

    • A oficina tem por objetivo esclarecer o que é roteiro audiovisual e quais processos necessários à construção deste tipo de narrativa.
    • A oficina pretende estimular debate e interação através dos exercícios e das trocas de material e experiências entre os participantes via grupo de e-mail e presencialmente.
    • O público alvo são cinéfilos, estudantes de Rádio e TV, cinema e teatro iniciantes no tema roteiro. 
    • 5 encontros de 2 horas cada.
    • Aulas sempre às quintas das 10h ao 12h. Inicio 12/07
    • 15 vagas.

    1° Encontro:

    O que é roteiro audiovisual. O que são personagens. Protagonistas, antagonistas, personagens secundários, figurantes. Personagem e ação.

    Exercício: Cada integrante da oficina deve escrever impressões sobre um colega da sala, considerando idade, vestimentas, acessórios, expressão corporal, etc; 20 minutos para execução do exercício, máximo de 20 linhas e leitura em sala.

    Indicação de livros (com breve comentário sobre o conteúdo e autores):

    Manual de Roteiro – ou Manuel, o primo pobre dos manuais de cinema e TV – Leandro Saraiva & Newton Cannito.

    Story – Substância, estrutura, estilo e os princípios da escrita de roteiro – Robert Mckee

    Indicação de site: www.roteirodecinema.com.br

    2° Encontro

    Tipos de estrutura.

    Método ou anarquia na criação?

    Exercício: Cada integrante deverá escrever em prosa sobre alguma pessoa próxima, escolhendo o tipo (ou tipos) de estória que essa pessoa poderia protagonizar. 20 linhas. Entrega via grupo de e-mail.

    Indicação de livros (com breve comentário sobre o conteúdo e autores):

    Da criação ao Roteiro – Doc Comparato

    A seguir cenas do próximo capítulo – André Bernardo & Cintia Lopes

    Indicação de site: www.dicasderoteiro.com

    3° Encontro

    Formatação. Ações, rubricas e diálogos.

    Planificação implícita, escrevendo ações e imagens.

    Exercício: Serão feitas duas encenações em sala de aula. Todos participantes devem escrever essa “cena” em formatação de roteiro.

    Indicação de livros (com breve comentário sobre o conteúdo e autores):

    Como formatar o seu roteiro – Hugo Moss

    O argumento cinematográfico – Dominique Parent-Altier

    Indicação de site: www.joaonunes.com

    4° Encontro

    Exibição de filme:

    “Deu a louca nos astros” (State and Main) de David Mamet (2000 -105 min)

    Indicação de livros (com breve comentário sobre o conteúdo e autores):

    Sobre direção de cinema – David Mamet

    Três usos da faca – David Mamet

    5° Encontro

    Sarau temático de cinema. Cada participante escreverá e lerá aos demais uma poesia, conto ou prosa sobre a primeira vez que visitou o cinema ou o teatro. Esta atividade deverá ser proposta no 3° encontro.

    Exibição de curtas metragens:

    “O sanduiche” de Jorge Furtado (2000 – 13 minutos)

    “Contato” (Contact) de Jonatan Darby (1992 – 30 minutos)

    OBS: Além dos livros citados que serão brevemente resenhados em cada aula, haverá indicação de mais literatura sobre o tema.

    Para se candidatar envie resposta ao questionário abaixo:

    • Você é estudante? De que?
    • Qual sua relação com a escrita?
    • Por que quer fazer o curso?
    • Já leu algo sobre roteiros? O que?

    Enviar respostas via e-mail: aloysioletra@gmail.com

    Colocar no título do e-mail "Oficina roteiro".

    A divulgação dos aprovados será no dia 09/07 – 15 vagas

    Endereço: Rua Campos Sales, 88 – próximo a estação Brás do metrô