Tranquilidade para errar

“Pensei em me dar dois anos para tentar, eu não estava preocupado em falhar. Pelo menos teria férias de dois anos em Los Angeles. Cinco anos depois, tudo isso talvez fosse apenas uma historinha engraçada que contaria para as pessoas.” — David Shore, criador da série House, sobre como largou a advocacia para se tornar roteirista aos 31 anos de idade.

Sou suspeita, porque já adorava a série. Agora, conhecendo um pouco da história do roteirista, fiquei ainda mais fã. Ter tranquilidade para se permitir errar é realmente uma habilidade.

Confira a entrevista completa.

Tranquilidade para errar

A sua opinião é importante. Deixe-a aqui:

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Grace I. Barbosa

Grace I. Bar­bosa é casada, e bra­si­leira ape­sar de não saber sam­bar, não jogar fute­bol, e não con­se­guir fazer uma boa caipirinha. Enquanto não escreve a sua obra-prima tem o jor­na­lismo como sus­tento e pro­fis­são.