Fãs de “Lost” – não desanimem, nem tudo está perdido

Lost

Eu não acompanho o "Lost" e, aparentemente, muitos dos fãs da série têm vindo a seguir o meu exemplo.

Mas para os restantes, que não perdem uma pitada do que a complexíssima série tem para oferecer, ainda há esperança: aparentemente há alguém que está a tomar nota de todos os enredos, casos, personagens e detalhes da série, o que quer dizer que, eventualmente, no fim da sexta e última temporada, tudo fará (algum) sentido.

O nome desse "herói" é Gregg Nations, é script coordinator da série, e gostei particularmente destes dois parágrafos que resumem o desafio que ele enfrenta:

While most television series maintain a so-called bible — a guide to characters and plotlines that are developed by the creators but revealed over multiple seasons — few if any shows have twists and turns as byzantine as those on “Lost.”

And unlike many jobs, which get easier as the material becomes more familiar, this one has become exponentially more complicated and challenging with each new episode. That will be particularly true this season, when the island itself starts moving through time as the people who seem to be the guardians of its secrets try to protect it from a shadowy conspirator who could have darker uses for its powers.

Podem ler o resto do artigo aqui.

Fãs de “Lost” – não desanimem, nem tudo está perdido

Este Artigo Tem Um Comentário

A sua opinião é importante. Deixe-a aqui:

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

João Nunes

João Nunes é um autor, guionista e storyteller que gosta de ajudar os outros a contar as suas próprias estórias. Divide o seu tempo entre Angola, Brasil e Portugal e já escreveu mais de 3500 páginas de guiões produzidos de curtas e longas metragens, telefilmes e séries de televisão.