O meu guião para o “O Cônsul de Bordéus” foi nomeado para os prémios Sophia

No passado dia 10 de Setembro a Academia Portuguesa de Cinema anunciou os nomeados para a primeira edição dos Prémios Sophia. Estes são o equivalente aos Óscares no cinema português, ou seja, um conjunto de prémios atribuídos pelos próprios profissionais do cinema em reconhecimento ao que de melhor foi feito na nossa indústria durante o ano anterior.

Tive a honra de ver o guião do filme Aristides de Sousa Mendes – O Cônsul de Bordéus, que assino juntamente com o António Torrado, nomeado para o Prémio de Melhor Argumento Adaptado.

A lista completa dos nomeados para esta categoria foi a seguinte:

Melhor Argumento Adaptado

  • Bruno de Almeida, Frederico Delgado Rosa e John Frey, Operação Outono
  • Rui Cardoso Martins, Em Câmara Lenta
  • Manoel de Oliveira (segunda a peça de Raul de Brandão), O Gebo e a Sombra
  • António Torrado e João Nunes, Aristides Sousa Mendes – O Cônsul de Bordéus

O filme  Aristides Sousa Mendes – O Cônsul de Bordéus foi nomeado em seis categorias, o que o tornou um dos destaques da noite. Parabéns a toda a equipa.

Resta agora esperar pela cerimónia de entrega dos prémios, em data a anunciar, para saber quais dos nomeados levam para casa as primeiras estatuetas dos Sophias. Pelo sim pelo não vou deixar um cantinho livre numa prateleira…

Pode baixar o guião nomeado aqui mesmo.

O meu guião para o “O Cônsul de Bordéus” foi nomeado para os prémios Sophia

Este Artigo Tem 28 Comentários

  1. João Ramos

    Parabéns pela nomeção João :) que venham muitas mais.

  2. João Ramos

    Parabéns pela nomeação João :) que venham muitas mais.

  3. Ivan Corrêa

    Olá João,
    Quero ser o primeiro a lhe dar os parabéns! Independentemente da premiação, a nomeação é um grande reconhecimento e uma vitória a comemorar.
    Grande abraço do Ivan.

  4. Angelo Sande

    AOS NOMEADOS, UM GRANDE ABRAÇO DE PARABÉNS! Esperamos com curiosidade cinéfila o espectáculo de entrega dos primeiros Prémios Sophia! É da máxima importância, tudo o que se possa fazer para dirigir as atenções sobre o Cinema Português!

  5. Filomena

    Parabéns!!

  6. Estela Afonso

    MUITOS PARABÉNS!!! O mais importante é sempre apresentar um bom trabalho. Consigo, temos essa garantia. Continue!

  7. Mauricio

    Parabéns, João! Vou ficar na torcida!

  8. silvio reis

    João, parabéns pela premiação. Depois de ler o roteiro, farei comentários.
    Abraço, Silvio

    1. João Nunes

      A todos os que me enviaram os parabéns, o meu muito sincero obrigado.

  9. olga resi

    Muitos parabéns! E que leve o prémio para a prateleira!

  10. Álvaro

    Caríssimo João,
    Tive oportunidade de ler o seu guião e de ter adquirido o DVD com o respetivo filme. O seu guião está fantástico. O filme do está fascinante.
    Saudações muitos fortes ao Mazeda e muitos PARABÉNS!
    Com estima,

  11. Álvaro

    Caríssimo João,
    Tive oportunidade de ler o seu guião e de ter adquirido o DVD com o respetivo filme (FNAC). O seu guião está fantástico. O filme está fascinante.
    Recomendo verem o filme e o guião. E recebermos com serenidade a mensagem que nos é transmitida pelo Cônsul.
    Saudações muitos fortes ao Mazeda e muitos PARABÉNS ao Mestre!

    Com estima,

  12. Ivana Rowena

    João Nunes, você mereceu! Parabéns! Lí o roteiro (guião) e realmente me emocionei com a história toda, com a construção dos personagens, as situações criadas sem descrições inúteis, a forma de contar, o clímax, a surpresa final que realmente não esperava. Ainda bem que você diz ser o roteiro final, pois agora me deu vontade de assistir o filme, embora não o tenha encontrado na Fnac do Rio.
    grande abraço

    1. João Nunes

      Obrigado, Ivana. Fico bem satisfeito com o seu comentário e opinião.

  13. J. Arlindo

    Parabéns, João, e sucesso!

A sua opinião é importante. Deixe-a aqui:

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

João Nunes

João Nunes é um autor, guionista e storyteller que gosta de ajudar os outros a contar as suas próprias estórias. Divide o seu tempo entre Angola, Brasil e Portugal e já escreveu mais de 3500 páginas de guiões produzidos de curtas e longas metragens, telefilmes e séries de televisão.