A Quatro Mãos – Encontros de Escrita para Cinema e Televisão

Enquanto representante dos profissionais do cinema português, incluindo os guionistas, a Academia Portuguesa de Cinema vai realizar em Outubro um evento inédito em Portugal, dedicado exclusivamente à Escrita audiovisual: o A Quatro Mãos.

Segundo a organização:

A Quatro Mãos é um Encontro de Escrita para Cinema e Televisão em Português aberto a todos aqueles que se dedicam a contar histórias, desde figuras de renome a aspirantes.

De 12 a 15 de Outubro, a vila de Cascais será palco da partilha de histórias e saberes entre profissionais das mais diversas áreas, como o cinema, a televisão, o teatro, o storytelling comercial, e muitas outras. Um encontro lusófono internacional em torno da escrita audiovisual com masterclasses, palestras, debates e workshops tão inspiradores quanto imperdíveis.

Visite o site oficial para conhecer a programação completa e saber como adquirir a sua entrada: http://www.aquatromaos.pt/

A 4 Mãos – 12 a 15 de Outubro

Com um bom guião, a história é outra.

Posted by Academia Portuguesa de Cinema on Wednesday, August 23, 2017

Dado que provavelmente não estarei em Portugal nessa altura, não poderei assistir nem participar nos inúmeros eventos preparados pela organização: palestras, debates, oficinas, exibições de filmes, etc.

Mas recomendo vivamente o A Quatro Mãos a quem tenha oportunidade de participar, pois o nível dos intervenientes, palestrantes e professores é muito elevado. Vai poder ouvir tantos e tão bons oradores, nacionais e internacionais, que seria injusto fazer destaques aqui.

O programa completo do A Quatro Mãos pode ser consultado aqui: Programa-pdf

Academia Portuguesa de Cinema

A Quatro Mãos – Encontros de Escrita para Cinema e Televisão

A sua opinião é importante. Deixe-a aqui:

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

João Nunes

João Nunes é um autor, guionista e storyteller que gosta de ajudar os outros a contar as suas próprias estórias. Divide o seu tempo entre Angola, Brasil e Portugal e já escreveu mais de 3500 páginas de guiões produzidos de curtas e longas metragens, telefilmes e séries de televisão.