≡ Menu
Como escrever 1000 palavras
escrever imagem web

Um artigo muito interessante do autor, orador e bloguista Scott Berkun, sobre os desafios da escrita.

How to write 1000 words « Scott Berkun

O artigo tem mais de 1000 palavras, ocupadas com alguns conselhos tão práticos que chegam a ser óbvios. Mas por vezes são as coisas óbvias que temos mais dificuldade em recordar.

Recomendo a leitura integral do artigo, e de muitos outros no seu blogue, mas deixo aqui a tradução de alguns excertos mais significativos:

  • Seja simples.
  • Um outline dá estrutura, ou a ilusão de estrutura, que também ajuda.
  • A escrita começa com ideias, mas esquecemos muitas vezes que as ideias são apenas sussurros na nossa mente. Estão sempre lá, mas o problema é que abafamos esses sussurros com a voz grossa do que pensamos que as nossas ideias deveriam ser. É preciso uma paciência tranquila para ouvir com atenção. A criatividade muitas vezes resume-se a isso: uma simples coragem tranquila.
  • Ando sempre com um bloco de notas e esse é um hábito que realmente ajuda.(…) Os blocos de notas afastam o medo do ecrã branco.
  • Haverá becos sem saída e falsas partidas, mas não importa desde que haja movimento. Escrever, mas não rever, tem tudo a ver com movimento.
  • A última coisa a fazer é afastar-me. Preciso dos olhos frescos para uma última leitura, olhos como os que os meus leitores hão de ter.

Noutro artigo, Scott Berkun avança com uma metáfora curiosa:

"Milhares de pessoas começam livros e depois param. É a segunda lei da termodinâmica aplicada às obras criativas. O estado natural de uma ideia de livro é não ser escrita. Temos de gastar energia extra para manifestar uma ideia no mundo, e é por isso que criar coisas pode ser tão mágico. Uma pessoa pode pensar em escrever, e ter ideias para filmes fabulosos e romances excitantes, adorar essas ideias e falar delas aos amigos, e nunca escrever uma simples palavra. Pensar em escrever não é o mesmo que escrever."

Uma curiosidade: no artigo que refiro acima vem a ligação para um vídeo em que se vê o seu próprio texto a ser escrito passo a passo, em velocidade acelerada. É fascinante ver a quantidade de escrita, rescrita, correção, alteração, mudança de lugar, restruturação, copy/paste, apagar e desfazer, que um simples artigo de blogue pode implicar. Como o autor diz, escrever é diferente de pensar em escrever; é árduo, é trabalhoso, é difícil – mas não impossível.

Veja aqui o vídeo:

Acerca do autor: João Nunes é um autor, guionista e publicitário que divide o seu tempo entre Angola, Brasil e Portugal. Conta com mais de 3000 páginas de guiões produzidas sob a forma de longas metragens, telefilmes, e dezenas de episódios de séries de televisão.

2 comentários… add one
  • Thomaz Ribeiro 21/08/2011, 2:13

    De fato a palavra é algo muito complicado de se trabalhar e aquele que não tem paciência em revê-la o tempo todo não sai do lugar.

  • Ivo Brito 01/09/2011, 1:01

    Palavras sábias!

Partilhe aqui as suas ideias e experiência