Idiosincrasias Idiomáticas II

Outra caracterí­stica linguí­stica dos angolanos: o amor pelas palavras caras. "Paulatinamente", por exemplo, ouve-se dia sim, dia sim, em discursos de ministros e conversas de café.

Até eu já tive o gozo de enfiar essa palavra num texto, usando-a pela primeira vez em quase quarenta anos de escrita. Este gosto por um vocabulário, digamos, "kitado" estende-se também à publicidade.

É exemplo disso este excerto de um spot de rádio de utilidade social, destinado à população em geral: Em caso de conflito na via pública não moleste, não hostilize, não agrida, não ofenda, não usurpe.  É de encher a boca a qualquer um.

A sua opinião é importante. Deixe-a aqui:

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

João Nunes

João Nunes é um autor, guionista e storyteller que gosta de ajudar os outros a contar as suas próprias estórias. Divide o seu tempo entre Angola, Brasil e Portugal e já escreveu mais de 3500 páginas de guiões produzidos de curtas e longas metragens, telefilmes e séries de televisão.