O telefone para acabar com todos os telefones

Steve Jobs, o patrão da Apple, apresentou ontem o iPhone – o telefone mais fabuloso que eu (ou qualquer outra pessoa neste planeta) já teve oportunidade de ver. É uma mistura de iPod, com smartphone, com funcionalidades de email e web browser cinco anos à frente de todos os outros (segundo Jobs). É um gosto […]

Continue a Ler

É Natal

Chegou aquele mês. Um mês de festa, celebração, agradecimento, alegria. As árvores de Natal decoradas de luzes e bolas coloridas fazem parte da tradição. E agora, nós, os utilizadores de Macs deste mundo, também podemos ter uma árvore de Natal para decorar os nossos desktops. E, no melhor espírito natalício, é grátis.

Continue a Ler

Salvem a biblioteca

Um amigo brasileiro pede-me para divulgar esta mensagem. E como os amigos são para as ocasiões… <blockquote>Convoco todos a lutar para impedirmos um desastre. Imaginem um lugar onde se pode ler gratuitamente, as obras de Machado de Assis, ou A Divina Comédia, ou ter acesso às melhores historinhas infantis de todos os tempos. Um lugar […]

Continue a Ler

À procura da agenda perfeita

Sou viciado em blocos de notas, agendas, organizers, moleskins e quejandos. Ao ponto de estar proibido pela Lu de comprar mais um que seja – os que tenho já chegam para anos e anos de utilização normal. Ainda por cima, depois de comprados nem lhes dou tanto uso como isso. Por isso fiquei curioso com […]

Continue a Ler

Primeiras notas de leituras

Estou a reler o romance que vou adaptar, tomando notas para refrescar a memória que retive da primeira leitura. Como já suspeitava, o desafio maior vai ser decidir o que deixar de fora. O livro tem uma riqueza de material de base – personagens, situaíões, referências, até diálogos – muito superior ao que um filme […]

Continue a Ler

Os sete sapatos sujos

Mia Couto, o escritor moíambicano, escreveu um texto belí­ssimo para ler aos alunos de uma universidade da sua terra: Não podemos entrar na modernidade com o actual fardo de preconceitos. í€ porta da modernidade precisamos de nos descalíar. Eu contei sete sapatos sujos que necessitamos deixar na soleira da porta dos tempos novos. Haverá muitos. […]

Continue a Ler

Idiosincrasias Idiomáticas

O português que se fala em Angola tem um sabor especial que o distingue quer do de Portugal quer do brasileiro. O sotaque, claro, é o primeiro indicador dessa diferença. Mas há também o vocabulário particular, muito do qual até já fez a transição para a lí­ngua corrente em Portugal: kota, liamba, ganza, bué são […]

Continue a Ler

Natchamba

Na missa de hoje, na Sagrada Famí­lia, o padre enriqueceu a homilia com uma história tradicional sobre a ingratidão. Reza assim: Havia uma macaca chamada Natchamba que vivia perto de uma aldeia. Ora na aldeia houve um casamento. O jovem casal comeíou a vida em comum e, pouco depois, já tinha um bebé. Para garantir […]

Continue a Ler