Já são conhecidos os vencedores do concurso Netflix

Foram hoje anunciados os vencedores do concurso lançado há uns meses pela Netflix com o apoio do ICA.

Os dez projetos escolhidos, em ficção e documentários, são:

Prémio de 25.000€
(por ordem alfabética do título do projeto)

  • FINISTERRA, de Guilherme Branquinho e Leone Niel (Ficção);
  • MY NAME IS JORGE: A REDEMPTION STORY, de Sofia Pinto Coelho (Documentário);
  • O CHEFE JACOB, de Raquel Palermo e João Lacerda Matos (Ficção);
  • RABO DE PEIXE, de Augusto Fraga, Marcos Castiel e André Szankowski (Ficção);
  • VICTORIA, de Dinis M. Costa (Ficção).

Prémio de 6.000€
(por ordem alfabética do título do projeto)

  • BARRANCO DOS CEGOS, de Luís Filipe Rocha (Ficção);
  • CLEPTOCRACIA, de João Brandão (Ficção);
  • PARADOXA, de Luísa Costa Gomes (Ficção);
  • PAREDES BRANCAS, POVO MUDO, de Alexandre Farto aka Vhils, André Costa, Catarina Crua e Ricardo Oliveira (Documentário);
  • THIS IS NOT A KANGA, de João Nuno Pinto, Fernanda Polacow e Bruno Morais Cabral (Documentário).

A todos os autores escolhidos, os meus sinceros parabéns. Mas quero dar um abraço especial à minha querida amiga e ex-colaboradora Sofia Pinto Coelho; ao Luís Filipe Rocha e João Nuno Pinto, com quem também já tive o prazer de trabalhar; e ao André Szankowski, com quem conto colaborar um dia.

Espero que a Netflix, além de passar o cheque destes prémios, se entusiasme com alguns deles e os escolha para produzir. Seria um passo importante para a criação audiovisual portuguesa.

Obviamente, gostava de fazer parte desta lista com o projeto com que concorri, mas os jurados decidiram de outra forma. Para eles também um abraço de reconhecimento do esforço sobre-humano que tiveram de fazer para conseguir selecionar dez obras entre 1200 num tão curto espaço de tempo.

Quanto às restantes plataformas de streaming, que sigam rapidamente o exemplo da Netflix. Como se pode ver, receptividade e entusiasmo não faltaram.

Já são conhecidos os vencedores do concurso Netflix

Este Artigo Tem Um Comentário

  1. Diogo

    Também o meu projecto não foi seleccionado.
    Desejo as maiores felicidades a todos os vencedores (fiquei com curiosidade de conhecer todos os projectos) mas agradeço também ao João pela ajuda que forneceu através deste blog.
    Espero que surjam mais iniciativas deste género.

A sua opinião é importante. Deixe-a aqui:

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

João Nunes

João Nunes é um autor, guionista e storyteller que gosta de ajudar os outros a contar as suas próprias estórias. Divide o seu tempo entre Angola, Brasil e Portugal e já escreveu mais de 3500 páginas de guiões produzidos de curtas e longas metragens, telefilmes e séries de televisão.